domingo, 30 de junho de 2013

Brasil

Os políticos de todo o Brasil, atônitos, viram e tremeram ao ver o povo nas ruas. Espero que esses entendam que "pão e circo" não é o que se espera daqueles que pelo voto, elegemos para nos representar.
Essa bandeira do Brasil eu fotografei repousando no monumento na Boca Maldita, onde uma roda de jovens discutiam política junto com pessoas de todas as idades e com muita maturidade. Bonito de se ver, provavelmente mais bonito do que a final da copa das confederações hoje.

sábado, 29 de junho de 2013

Feira Especial de Inverno

Começou nas Praça Osório e Santos Andrade, a tradicional feira de inverno, onde produtos típicos de inverno podem ser encontrados, como roupas de lã, pinhão, quentão e as outras barracas de comida que sempre participam dessas feiras.

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Antigo Louvre



Esse prédio que hoje é ocupado por uma conhecida loja (de mulher pra mulher) é uma Unidade de Interesse de Preservação e que no passado foi uma loja de tecidos chamada Casa Louvre. Tentei buscar mais informações na internet, mas não fui feliz.
Num domingo à caminho da Confeitaria das Famílias, encontrei a loja aberta, entrei e pedi autorização apra fazer algumas fotos, ao que fui atendido. Os lustres, escadaria e o vitral são muito bonitos.

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Um cara pintado

No semáforo da esquina da av. Silva Jardim com a Brigadeiro Franco, fotografei esse garoto que deve ter acabado de passar em algum vestibular de inverno, pelo que pude deduzir pelo seu cartaz. Gentilmente posando para a foto, pediu uma moedinha antes que eu seguisse viagem. Não sei se as duas primeiras linhas do cartaz é familiar a todos, mas trata-se de uma piadinha com a frase que supostamente diriam os que pedem dinheiro nos semáforos.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Uma árvore e uma casa incrível

Essa casa incrível fica no ponto onde a Martin Afonso depois de uma trincheira sob a Jaime Reis muda o nome para Treze de Maio. Tão ou mais incrível do que a casa é uma gigantesca árvore que não contente em dominar o terreno onde foi plantada, resolveu lançar seus enormes galhos (de onde ela mesma cria verdadeiros pilares para os sustentarem) que avançam sobre a rua, criando quase um túnel verde na boca da trincheira. A casa está a venda. Espero que a árvore esteja sob a proteção de alguma lei municipal ou estadual.

terça-feira, 25 de junho de 2013

Pelos muros do São Francisco




Além de importantes prédios históricos, as paredes do bairro São Francisco serve também como base para pichações e grafites, alguns belíssimos. Perca-se por essas ruas e deixe-se surpreender a cada esquina que dobrar.

segunda-feira, 24 de junho de 2013

E as ciclovias?

Pobre das bicicletas e de seus condutores! Entra governo e sai governo e nada do que é prometido acontece. Nada de ciclovias para quem quer trabalhar de bicicleta! Ficam apenas as ciclovias que existem há décadas e são mal cuidadas, ou arriscar-se junto aos carros e pedestres. Já vi o prefeito Gustavo Fruet na TV algumas vezes (duas para ser exato) indo de bicicleta ao trabalho. Será que ficou apenas nisso para aparecer no Paraná TV? Tá bom, o cara pegou uma prefeitura num buraco deixado pelo outro prefeito, inspirado pelo seu mestre maior (aliás, se o ex fez tanta coisa errada, não existe a lei de responsabilidade fiscal para enquadra-lo??). De qualquer forma, prometer sem fazer nada  não dá! Então, mais ciclovias meu caro prefeito!
Acho que complementaria a frase acima com ônibus e metrô! Um dos cartazes (não sei onde) que achei bacana nos protestos Brasil afora dizia: "País desenvolvido não é onde o pobre tem carro, mas onde o rico usa o transporte público!". Quem já visitou um país dito desenvolvido (como Japão e Estados Unidos), sabe que isso é verdade.

domingo, 23 de junho de 2013

Fazendo uma boquinha

O simpático quadrupede ruminava alguma coisa numa caixa de papelão, numa rua qualquer no Juvevê, enquanto descansava de puxar a charrete com alguma carga pelas ruas de Curitiba. Ver esses cavalos pelas ruas de Curitiba ainda é bastante comum. Certamente o custo para mante-los deve ser menor se comparado a um carro e menos cansativo se comparado a puxar uma carrinho sozinho.

sábado, 22 de junho de 2013

Chove chuva chata!



A onomatopéia do título dessa postagem define bem como foi os últimos dias em Curitiba: chove praticamente sem parar em Curitiba e em muitas cidades do estado, causando inclusive deslizamentos, morte e prejuízos.
Na capital, mesmo a chuva não foi suficiente para esfriar o ímpeto de ir às ruas para manter os protestos. Apesar das poucas (e más pessoas) que aproveitam-se desse momento histórico no Brasil para serem o que são, criminosos, as vitórias já obtidas e a sensação de que o povo demonstra claramente que há limites para os desmandos dos nossos políticos, tornaram essas manifestações eventos tão ou mais relevantes que os clamaram pelas Diretas Já! Temos todos muito o que a aprender com tudo isso que tem acontecido no nosso país.
Nesse exato momento em que programo esse post, a nossa presidente (me recuso a chama-la de presidenta) pronuncia-se à nação exaltando a beleza das manifestações e condenando a violência dos bandoleiros. Declarou também que 100% dos recursos do petróleo serão aplicados na educação, que discutirá com prefeitos e governadores meios de se melhorar e baratear o transporte público e que os gastos com a copa não vieram de recursos públicos. Se a verdade foi dita (e não apenas uma forma de salvar sua imagem), o futuro dirá. Se não disse, as ruas falarão novamente.

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Uma casinha e seu jardim




Essa casa, que fica praticamente em frente à Igreja São Vicente de Paulo, deve ter muitas histórias para contar. Muitos e muitos belos detalhes podem ser vistos ao redor da casa, como pequenos vasos de flores numa varanda, um jardim frontal com vários enfeites e um pequeno quintal. Tão perto do centro da cidade, mas ainda assim parece uma casa que encontraríamos num bairro mais distante e tranquilo.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Interior da Igreja São Vicente de Paulo






Há tempos não entrava na Igreja São Vicente de Paulo, na avenida Jaime Reis no Bairro São Francisco, o que pude fazer rapidamente no último sábado, quando aproveitei para fazer algumas fotos. De arquitetura evidentemente Art Deco, a igreja foi construida em 1932 pela comunidade polonesa e acredito, até hoje uma das missas de domingo é celebrada no idioma polonês.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Forno de microondas dos Flintstones!


Há muito tempo o professor Mário Sergio (que organiza as caminhadas observacionais), encontrou na rua Portugal uma pedra do tamanho de um microondas e num de seus lados, alguém teve a idéia de desenhar a porta de um microondas com frango e tudo!
Nessa micro-caminhada pelo São Francisco, encontramos a mesma pedra e a levantamos para confirmar  se era ela mesmo. Na foto, mesmo suja de lama, podemos ver o microondas do Fred Flintstone com um frangosauro assado.

terça-feira, 18 de junho de 2013

UPE mais uma vez abandonada

Em 2009 fiz um post sobre a sede da UPE em Curitiba, que na época havia recém passado por uma restauração. Infelizmente a não ocupação do espaço (que mais ou menos é um espelho do movimento estudantil hoje) está tornando o belo prédio de 1918 mais uma vez numa triste sombra do que poderia ser.
Li em algum lugar que há planos da prefeitura de Curitiba de ocupar (creio que parcialmente) o prédio e quem sabe assim, torná-lo útil à comunidade.
Talvez a mobilização toda que estamos vendo tomar as ruas do Brasil e os 15.000 manifestantes de ontem em Curitiba, possa inspirar a refundação do movimento estudantil. O que se viu ontem em Curitiba nos dá essa esperança.
Hoje pela manhã uma pessoa ligou de Curitiba para o Ricardo Boechat no programa da Band News exatamente as 07:30, para lançar a seguinte pergunta: será que o elefante (o povo brasileiro) percebeu que apenas uma cordinha o aprisionava?

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Na Rua Portugal



Fizemos uma pequena caminhada no Bairro São Francisco e sem dúvida é um bairro repleto de elementos dignos de observação. Na Rua Portugal encontramos algumas coincidências. Descobrimos que o dono de duas casas, que imediatamente remetem à Portugal, pertencem à um português de nascença. Na passagem, o grupo chamou a atenção de uma senhora que tem um atelier de doces na casa e tão doce quanto seus produtos, nos ofereceu uma série de amostras.
Um fato curioso. O pequeno painel de azulejos no topo da fachada foi trazido de Portugal e por incrível que pareça, apesar de serem apenas 12 peças, o pedreiro que assentou os azulejos teve a capacidade de inverter a peça central.

domingo, 16 de junho de 2013

Ao longo da Linha Vermelha



Houve uma época em que um linha de petit pavé vermelhos foi instalada na rua XV para indicar ao logo dela, pontos de observação relevantes. Essa linha vermelha que lá existe hoje bem no centro do calçadão não me parece ter o mesmo objetivo. Não tenho qualquer informação que possa confirmar, mas me parece que hoje o objetivo talvez seja apoiar o deslocamento de deficientes visuais. Alguém confirma ou teria outra explicação?

sábado, 15 de junho de 2013

Uma leitora do Cândido

Elegantemente trajada, essa senhora estava sentada num banco de madeira entre a Boca Maldita e a Boca do Brilho, lendo um exemplar do Jornal Cândido, editado pela Biblioteca Pública do Paraná, obviamente focado em literatura, que hoje está em sua edição de número 22. Além das edições impressas, você pode ter acesso à todas as edições digitalmente no site http://www.candido.bpp.pr.gov.br/.

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Uma escultura do Elvo

Por muitos anos fazia com frequência à pé o caminho entre o Alto da XV e o Centro de Curitiba, normalmente pela Av. Marechal Deodoro. Essa escultura de Elvo Benito Damo de 1985, que até hoje está na entrada do Citibank, fazia parte da paisagem à qual me acostumei. Li em algum lugar que essa é uma das escultura favoritas dele. Não consegui encontrar uma biografia do Elvo, mas apenas que ele é catarinense, radicado em Curitiba desde 1969 e autor de várias esculturas espalhadas por Curitiba.

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Casas de madeira de Curitiba 93


Duas casas de madeira do bairro Bom Retiro muito bonitas e muito bem cuidadas que encontrei na circulada que dei por lá de carro. Essas duas ficam próximas uma da outra na região do cruzamento da rua Allan Kardec com a Carlos Baroni.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Melhor idade

Fico pensando se essa designação para aquela fase da vida de uma pessoa, em que aparentemente todas as lutas foram lutadas e as missões (cumpridas ou não) cessaram, de fato representa a "melhor idade" ou trata-se apenas de um jeito de consolar uma pessoa mais velha. Mas acho que isso dependerá da história de vida de cada um. Espero um dia desfrutar com prazer de um banco de praça quando esse dia chegar.
Esse senhor estava num banco da Praça Osório diante da Boca do Brilho. Detalhe para a grade atrás dele estilizando uma araucária.

terça-feira, 11 de junho de 2013

Dia ensolarado de outono

O outono em Curitiba tem sido bonito. Amanhece frio, com neblina e com a promessa que se cumpre mais tarde de um dia ensolarado e razoavelmente quente, deixando a cidade propicia para boas caminhadas. Esse senhor caminha na região do Café do Estudante, tendo ao fundo o Círculo Militar.

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Diante do céu

A nossa Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Luz, ou como toda pessoa que mora em Curitiba a conhece, a Catedral é sempre retratada de forma grandiosa, o que é merecido, uma vez que é um belo exemplar da arquitetura religiosa da nossa capital.
Mas nessa foto de hoje a retratei de uma forma um pouco diferente. Fotografei a Catedral mostrando-a pequena diante de um enorme céu azul com suas dramáticas nuvens. Grandiosidade é portanto apenas uma questão de ponto de vista e nada é grandioso diante do céu.

domingo, 9 de junho de 2013

Mais um dia comum na Boca Maldita

Um dia comum na Boca Maldita: obras de arte fazendo um corredor para os passantes, senhores nos bancos observando à todos, o Homem Aranha ali por perto...opa! Olha o Homem Aranha na Boca Maldita novamente! Pacientemente atende aos que pedem por uma foto com o herói. Talvez um herói fosse uma boa para garantir a paz na nossa cidade!

sábado, 8 de junho de 2013

Ray


O pessoal do Motion Layers finalizou a segunda fachada com motivos cinematográficos. Assim ficou a fachada lateral do prédio onde fica o Citybank na Marechal Deodoro, com a figura do cantor (ou seria do ator) Ray Charles.

Ray Charles foi um pianista pioneiro e cantor de música soul que ajudou a definir o seu formato ainda no fim dos anos 50, além de um inovador intérprete de R&B.
Seu nome de nascimento por ser Ray Charles Robinson, foi encurtado para Ray Charles quando entrou na indústria do entretenimento para evitar confusão com o famoso boxeador Sugar Ray Robinson. Considerado um dos maiores gênios da música negra americana, Ray Charles também foi um dos responsáveis pela introdução de ritmo gospel nas músicas de R&B.
Foi eleito pela Rolling Stone o 2º maior cantor de todos os tempos e 10º maior artista da música de todos os tempos.
Fonte: Wikipedia

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Casas de madeira de Curitiba 92

 Já morei por um curtíssimo espaço de tempo no Bom Retiro (um lugar onde espero, nossas caminhadas passem um dia) e depois de muito tempo, circulei por algumas ruas acreditando que encontraria várias casas de madeira.  E encontrei, várias. Essa, cuja implantação leva a fachada frontal quase no limite da calçada, fica na rua Júlio Zaninelli, perto do cruzamento com a Nilo Peçanha.

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Obras de arte


Sábado na Boca Maldita é dia de show, de muita gente e de obras de arte. Fotografei algumas e de saída, notei nos vidros da Livrarias Curitiba, uma parte do Palácio Avenida e de um dos prédios históricos da Rua das Flores refletidos. Encontramos uma obra de arte onde menos esperamos!

quarta-feira, 5 de junho de 2013

1.000.000 de visualizações de página!!

O Circulando por Curitiba não é nenhum "Gnam Style" e nem eu sou um Psy, mas acho um prodígio um blog dedicado exclusivamente à nossa amada Curitiba ter atingido na data de ontem ao logo do dia, a marca de 1.000.000 visualizações de páginas!!
Muito me orgulha que ao longo desses 4 anos de vida, eu tenha levado as minhas imagens de Curitiba tanto para quem mora longe dessa bela cidade, como e principalmente para os que moram aqui e muitas vezes não têm tempo para curtir o que Curitiba tem para oferecer.
Agradeço a cada um que dedicou parte do seu precioso tempo para visualizar uma das minhas fotos em algum momento nesses mais de 4 anos!
A imagem de hoje com o meu cartoon foi feita por uma menina muito querida chamada Aline Sentone!

terça-feira, 4 de junho de 2013

Janelas Líricas




O Mia Cara Curitiba completa sua terceira edição em 2013. Realizado em Curitiba entre 25 de maio e 9 de junho, o evento é uma parceria entre o Consulado Geral da Itália em Curitiba e a Universidade Livre da Cultura.
O festival surgiu da necessidade de trazer um pouco mais da Itália para o sul do Brasil, contemplando a maior comunidade de imigrantes italianos fora de seu país de origem e homenageando o dia da República Italiana, declarada em 02 de junho de 1946. Para isso, durante duas semanas antecedendo a chegada do inverno, Curitiba abrigará diversos programas culturais e manifestações artísticas como leituras dramáticas de textos italianos, semana de cinema, feira gastronômica, além de shows da Zizi Possi e da Associação dos Músicos da Orquestra Sinfônica do Paraná tocando músicas de trilhas sonoras de clássicos do cinema italiano.
As fotos de hoje mostram uma das atrações do evento, o “Janelas Líricas”, quando drops de Óperas são apresentadas em diversas datas e horários, divididas entre dois espaços no centro de Curitiba: o Paço da Liberdade e a Uninter (Edifício Moreira Garcez). Nos horários marcados, serão apresentadas árias, que são trechos de óperas cantados por um solista. Os cantores são alunos da Escola de Música e Belas Artes do Paraná (Embap), coordenados pela premiada professora Denise Sartori.