segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Encontro 200 do Croquis Urbanos no Parque Gomm




Ontem no Parque Gomm aconteceu o encontro de número 200 do Croquis Urbanos de Curitiba. Já são quase 4 anos de encontros semanais, registrando a cidade de Curitiba pelos olhares de pessoas que têm em comum o amor por essa cidade.
Crianças, famílias, antigos e novos croquiseiros passaram uma manhã muito agradável nesse local que nasceu graças à luta de pessoas que entendem que a história da cidade deve ser preservada e mais ainda, à disposição de seus moradores.
Como era de se esperar, a Casa Gomm foi a grande protagonista dos desenhos produzidos.

domingo, 22 de janeiro de 2017

Urban Sketchers Curitiba e a Capela do Cascatinha







Quando fiz a postagem sobre a Capela São Judas Tadeu ou Capela da Cascatinha como alguns a denominam, o Urban Sketchers Curitiba logo identificou essa Unidade de Interesse de Preservação (que pode um dia via a ser tombada pela lei municipal) como um local ideal para um dos encontros semanais e assim o foi na tarde de ontem.
Butucas à parte, o tempo colaborou pudemos tranquilamente ocupar o entorno da capela para registra-la na forma de belos desenhos. Infelizmente não conseguimos acesso para conhecer o seu interior.
Apenas como curiosidade, a construção da capela foi liderada por Pedro Vendramin, com madeira doada por Ângelo Vendramin (pai do seu Joel, atual proprietário da Carpintaria São Judas Tadeu). A rua onde a capela foi construída chama-se Ângelo Vendramin, projetista e construtor de origem (ou descendência italiana) que projetou e construiu por exemplo o Solar do Barão.

sábado, 21 de janeiro de 2017

Yoga no Parque



Domingo passado entre as Ruínas de São Francisco e o Belevedere (novamente todo pichado) fiz essas duas fotos do pessoal do Yoga no Parque.

Segundo informações no site do grupo, o Yoga no Parque nasceu com o objetivo de compartilhar a sabedoria do Yoga e é hoje o maior movimento gratuito de práticas de Yoga no Brasil. Tem como missão promover o Yoga e dar acesso ao bem estar através de atividades integrativas contribuindo para o desenvolvimento sustentável.

Em 2014 foi fundada a Associação Yoga no Parque, entidade sem fins lucrativos, que organiza o projeto e representa os professores junto à sociedade.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Recortes na Boca Maldita




Num espaço tão pequeno como a Av. Luiz Xavier que abriga a Boca Maldita temos tanto a observar e registrar. Hoje apresento três recortes.
O primeiro destaca as nossas luminárias, tendo ao fundo o Moreira Garcez e outros prédios importantes da Praça Osório.
O segundo mostra uma das faces do icônico Tijucas, tendo ao lado o prédio atualmente ocupado pela Pernambucanas (um dia já foi Mesbla).
E o terceiro que dá um zoom na escultura símbolo da Boca Maldita, que um dia já teve dentes, mas como a idade chega para todos, hoje está banguela.