domingo, 31 de março de 2019

And in the end the love you take is equal to the love you make...







Não é todo dia que se pode ficar diante de uma lenda, uma pessoa que eu cresci ouvindo suas músicas, alguém de quem eu realmente sou fã. Ontem para mim foi quase surreal estar no mesmo lugar que Paul McCartney ouvindo várias canções dele e dos Beatles que tanto gosto.

O show foi excepcional, começando pontualmente as 21:30. Os números impressionam: foram quase 3 horas de show, 37 músicas (ou 39 se consideramos Golden Slumbers, Carry the Weight e The End como três canções e não apenas uma), 76 anos de idade do Paul e nenhum copo d'água, isso tudo para mais de 42 mil pessoas que lotaram o Couto Pereira.

Paul esbanja simpatia e conexão com o público, falando divertidamente palavras em português e mantendo o show em alto astral o tempo todo. A banda foi sensacional, com destaque para o baterista Abe Laboriel Jr. que ganhou o coração da galera com suas caras divertidas e uma dança impagável em "Dance Tonight". De negativo apenas a demora em abrirem os portões e o som, que nem sempre esteve à altura (qualidade) do show.

Sem dúvida uma noite inesquecível, um momento para se lembrar para sempre e me proporcionará o orgulho de poder dizer: eu vi e ouvi um Beatle ao vivo, Sir. Paul McCartney!! 

Pela ordem, segue o set list da noite de ontem: A Hard Day's Night; Junior’s Farm; Can’t Buy Me Love; Letting Go; Who Cares; Got To Get You Into My Life; Come On To Me; Let Me Roll It; I’ve Got a Feeling; Let’Em In; My Valentine; 1985; Maybe I’m Amazed; I’ve Just Seen a Face; In Spite Of All The Danger;  From Me To You; Dance Tonight; Love Me Do; Blackbird; Here Today; Queenie Eye; Lady Madonna; Back in Brazil; Eleanor Rigby; Fuh You; Being For The Benefit Of Mr. Kite; Something; Ob-La-Di Ob-La-Da; Band On The Run; Back in The USSR; Let It Be; Live and Let Die; Hey Jude; Birthday; Sgt. Pepper’s Lonely Hearts (Reprise); Helter Skelter; Golden Slumbers / Carry That Wheight / The End

Um detalhe. Fiz todas as fotos usando meu celular, uma vez que a entrada de câmeras profissionais era proibido e na real, não teria aproveitado o show se tivesse levado minha câmera.

sábado, 30 de março de 2019

Um desfile na Rua das Flores






Ontem no dia em que Curitiba completou 326 anos, em pleno calçadão da rua das Flores aconteceu um desfile de moda numa parceria entre a prefeitura e o Centro Europeu, com a presença do prefeito de Curitiba Rafael Greca, autoridades e representantes da escola.

O desfile que foi organizado e produzido por professores e alunos do curso de Design de Moda do Centro Europeu, teve como inspiração a arborização de Curitiba, com destaque para árvores como os ipês amarelo e rosa e as araucárias. Algumas estampas foram desenvolvidas a partir de gravuras da artista Denise Roman.

“O público terá a oportunidade de conferir uma coleção urbana e contemporânea. Há um contraste entre as roupas de linhas arquitetônicas, assimétricas e estruturadas que remetem aos edifícios de Curitiba e peças de linhas orgânicas, curvas e volumes à medida que as árvores florescem na cidade, finalizando com um ar mais romântico e fresco nos looks”, comentou Nicolle Gora, supervisora do Núcleo de Moda do Centro Europeu e diretora-criativa da coleção. Fonte: Fashion Network

Enquanto esperava o início, fiquei olhando em volta e imaginando onde as meninas estariam e de onde partiriam para o desfile. Pois nada mais curitibano do que a chegada pela Marechal Floriano de um bi-articulado com todas as meninas já trajadas e prontas para o desfile. Foi bem bacana!

sexta-feira, 29 de março de 2019

Curitiba - 326 anos



Feliz aniversário Curitiba!

Hoje Curitiba completa seus 326 anos e uma das ações boladas pela prefeitura para comemorar essa data foi montada no calçadão da rua XV de Novembro entre a Al. Dr. Muricy e a Mal. Floriano.

Uma Feira da Inovação reúne startups, universidades, representantes da economia criativa e projetos da Prefeitura. O evento começou ontem e segue até sábado (30/3), tendo hoje um desfile de moda conceitual comemorativo ao aniversário da capital, com estampas inspiradas em artistas curitibanos e peças de artesãos locais das lojas #CuritibaSuaLinda.

Em três tendas gigantes 14 startups curitibanas estão expondo seus produtos, soluções e serviços. Boa Impressão (impressora 3D popular), Ebanx (pagamento em sites estrangeiros), Hi Technologies (saúde), VRGlass (realidade virtual na educação e treinamento), Prevention (Adam Robo), 4vants (inteligência artificial e inspeção remota) e Favo Tecnologia (hortas residenciais automatizadas) são algumas das empresas que estão por lá.

Para todos os detalhes siga para o Site da Prefeitura de Curitiba.

quinta-feira, 28 de março de 2019

Acho que eu vi um gatinho!


A Alameda Princesa Isabel tem um trecho bem especial entre a Fernando Moreira e a Visconde do Rio Branco. Nessa quadra há uma série de sobrados bem bonitos, casas grafitadas e até uma lixeira em frente à um pensionato que é um gato de cara quadrada. Bem simpático!!

quarta-feira, 27 de março de 2019

Uma casa toda grafitada





Na alameda Prudente de Morais quase esquina com a Fernando Moreira, esse sobrado que até dois anos atrás era todo branco, ganhou todos esses grafites em toda sua fachada. Acho a porta particularmente interessante.

terça-feira, 26 de março de 2019

O fotógrafo nas lentes da artista


O ato de fotografar começa muito (e principalmente) antes do apertar de um botão. O olhar e perceber é o mais importante. Nesse sentido a fotografia é muito mais antiga do que a criação das primeiras câmeras e das superfícies que atingidas pela luz, retinham a imagem nelas projetadas.
A câmera que todas as câmeras tentam imitar é o olho humano, que olha, percebe, grava a imagem na retina, armazena e pós-processa no cérebro. Pelo sorriso da minha amiga artista, isso tudo ela fez antes mesmo de eu apertar o botão da minha rudimentar imitação.

segunda-feira, 25 de março de 2019

Detalhes na Saldanha Marinho



A Saldanha Marinho tem assunto para desenho e fotografia que não se esgota. Hoje dois detalhes na região em que cruza com a Brigadeiro Franco. Uma sacada tomada de elementos geométricos e uma janela pichada com a ironia de um adesivo com uma declaração de amor à cidade.

domingo, 24 de março de 2019

Internato Menino Jesus - 1926



Passando pela rua Paula Gomes esquina com a Almirante Barroso no São Francisco, percebi esse prédio. Na fachada, bem na esquina, há uma placa informando que trata-se de um colégio fundado em 1975 e na lateral, próximo ao telhado está gravado na alvenaria que ali também já foi um internado chamado Menino Jesus, de 1926. Não achei na internet informações sobre ambas as instituições.

sábado, 23 de março de 2019

Espelhado



Onde antes existia a centenária fábrica de mate na antiga e hoje degradada região industrial de Curitiba (Rebouças), ergueu-se o grande prédio de vidros espelhados que fotografei refletindo a Sede da Fundação Cultural de Curitiba.

sexta-feira, 22 de março de 2019

Uma casinha de madeira no Pilarzinho


Perto da enorme paineira do Pilarzinho (a árvore mais alta e uma das mais velhas de Curitiba), encontrei essa simpática casinha de madeira. Ela está com a manutenção absolutamente em dia. Interessante notar que onde normalmente as casas de madeira apresentam apenas uma elevação do solo para proteger da umidade, nesse caso foi transformado no que parece ser um porão como podemos observar pela pequena janela.

quinta-feira, 21 de março de 2019

Quase pronto!!


Todos os preparativos para a exposição "Volta ao Centro Histórico em 80 Dias" que vai rolar no Solar do Barão em abril/19 estão entrando nos finalmentes e a cada passo que é dado, fico com a certeza que compusemos uma sinfonia em luz e traço de amor por Curitiba. Os três caras geniais da foto, Fabiano Vianna, Raro de Oliveira e Simon Taylor, que são os mentores do projeto, com muita generosidade permitiram que esse fotógrafo igualmente apaixonado por Curitiba fosse, digamos assim, o Ringo da turma!

Tive o enorme prazer de registrar os encontros, os desenhos, os lugares e a vida que acontecia ao redor deles enquanto estavam ocupados registrando cada um a sua maneira, as muitas cidades dentro dessa incrível cidade.

Posso afirmar que a exposição será um grande presente para Curitiba e para todos que amam essa cidade apesar de todos os pesares.

quarta-feira, 20 de março de 2019

Terra de muito pinhão


Logo Curitiba, a "terra de muito pinhão" fará aniversário e parece que teremos alguns eventos interessantes para comemorar esse dia, como por exemplo, a inauguração do Cine Passeio. Vou tentar conferir alguns.
A foto de hoje foi feita no Rebouças, diante da sede da Fundação Cultural de Curitiba.

terça-feira, 19 de março de 2019

O Teatro da esquina de Rubens Meister






Estive com o Croquis Urbanos Curitiba num domingo recente no Sesc da Esquina, como é conhecido por quem mora em Curitiba, para desenhar e no meu caso, fotografar esse importante edifício projetado pelo arquiteto Rubens Meister, inaugurado em 1985.

Muito em breve a vida e obra de Rubens Meister ganhará um novo livro, dessa vez pelas competentes mãos de Deborah Agulham Carvalho, Fábio Domingos Batista e Paulo Chiesa, cujo título é "Rubens Meister - Projeto e Obra".

Rubens Meister é autor de importantes obras que configuraram a paisagem moderna de Curitiba, como o Teatro Guaíra,  o Centro Politécnico da UFPR, o Palácio 29 de Março (Prefeitura Municipal), o Sesc da Esquina, a Reciclagem do Palácio Avenida, a Rodoferroviária, entre outras.

O livro trás a narrativa pessoal, profissional e arquitetônica de Meister, além de apresentar com detalhes 28 obras. Foram 3 anos de pesquisa que foram materializadas em um livro com 376 páginas que contém plantas originais, desenhos técnicos fotos históricas, fotos atuais e análise textual.

Curtiu? Então não deixe de comparecer ao lançamento no dia 28/03/2019, das 19:00 às 22:00 no auditório Leo Grossmann da Universidade Federal do Paraná, Campus do Centro Politécnico.

segunda-feira, 18 de março de 2019

O túnel dos chorões







Na rua Fernando Moreira próximo do trecho em que ela encontra a Cruz Machado, os chorões do lado onde circulam os ônibus foram uma espécie de túnel que somente percebi a razão quando um ônibus passou por ele, marcando a exata altura do túnel. Não sei dizer desde quando isso existe e se foi fruto de sucessivas podas.

domingo, 17 de março de 2019

O Templo Evangélico Luterano da Inácio Lustosa de perto








 



Sempre tive curiosidade de conhecer de um pouco mais de perto o discreto templo luterano que fica na Inácio Lustosa. No ano passado tive a oportunidade de entrar no templo, mas somente agora esbarrei novamente nas fotos que fiz e hoje as publico.

Descobri somente hoje que o templo foi tombado pelo patrimônio histórico estadual e no livro do tombo se lê o que segue: "A igreja Luterana, com cem anos completados em 2013 representa um momento importante na história de muitas famílias alemãs estabelecidas em Curitiba em fins do século XIX, início do XX. A comunidade evangélica, no início realizava suas atividades em locais cedidos pelos fiéis ou locados de terceiros. Em agosto de 1912 é lançada a pedra fundamental para o templo. A obra foi executada em seis meses, em alvenaria de tijolos, implantada em terreno de mil metros quadrados aproximadamente na Rua Inácio Lustosa. Tem características de linguagem com influência germânica. Internamente o espaço é sóbrio com discretas pinturas parietais. As janelas têm bandeiras ogivais com vidros amarelos que filtram a luminosidade. O templo está implantado junto à divisa posterior criando um amplo jardim frontal que confere singeleza e expressividade à área e à implantação no quadro urbano de Curitiba. Além do espaço para culto o local se notabilizou pelas apresentações de música erudita. Também abrigou no início do século XX o primeiro jardim de infância da Capital. O tombamento abrange a Igreja, o terreno onde está implantada e as demais construções. Tombamento aprovado pelo CEPHA em 26 de agosto de 2013 e mantido por decisão tomada em reunião extraordinária de 16 de outubro de 2013."

Há também uma bela matéria da Gazeta do Povo de 2016 no caderno Haus que vocês podem ler aqui.