sábado, 31 de março de 2012

Casas de Madeira de Curitiba 56


Mais uma bela casa de madeira muito bem cuidada no Juvevê, próximo ao cruzamento das ruas Barão dos Campos Gerais e Manoel Eufrásio. Podemos dizer que essas casas de madeira, que resistem ao tempo e à valorização imobiliária em regiões como o Juvevê, pertencem a pessoas que realmente as amam.

sexta-feira, 30 de março de 2012

O frio deu as caras


Essa foto mostra duas coisas. Primeiro, porque esse bairro tem o nome de Alto da XV. A rua que vemos despencar aos pés da moça que passava em frente ao meu carro é a rua XV de Novembro.
E segundo, as roupas dessa mesma moça mostra que o tempo está mudando em Curitiba e o frio já está voltando de suas férias. Ontem foi o primeiro dia frio do ano e o dia de março mais frio dos últimos 15 anos! Hora de começar a lavar as cobertas, edredons e colocar os casacos para tomar um ar!

quinta-feira, 29 de março de 2012

Aniversário de Curitiba - 319 anos










Hoje, aniversário de 319 anos de Curitiba, resolvi postar essas fotos da Praça 29 de Março. Elas mostram parte da praça e alguns fragmentos do painel em baixo relevo de concreto de Poty Lazzarotto, que conta a história da cidade até a década de 70.
A praça já foi um campo de futebol (pertencia à um clube da segunda divisão), cuja área foi entregue à prefeitura . A Praça, projetada por Jaime Lerner, foi inaugurada em novembro de 1966. No local há uma urna de concreto com textos e objetos da época.

A Edição da Gazeta do Povo de hoje traz um caderno super especial em homenagem aos 319 anos de Curitiba. Eu tive o privilegio de ter sido entrevistado e fotografado (pelo Hugo, um super fotografo da Gazeta) para uma matéria desse caderno intitulada "Eles celebram a cidade todos os dias" da repórter Mariana Sanchez. O "Eles" da matéria sou eu falando do meu blog e a Lívia Lakomy (do Lívia e os Pia de Prédio) que canta Curitiba como ninguem. Se quiser ver essa matéria e muita coisa legal, acesse o site da Gazeta ou o seguinte link direto para a matéria: http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/aniversariodecuritiba/conteudo.phtml?tl=1&id=1238251&tit=Eles-celebram-a-cidade-todos-os-dias.

Parabéns para nossa cidade! O aniversário é dela, mas o privilégio é nosso de podermos viver em Curitiba.

quarta-feira, 28 de março de 2012

Pessoas comuns e incomuns de Curitiba 72


Fui à Praça 29 de Março para fotografar o grande painel, para postar no dia do aniversário da cidade e flagrei essa garota sentada na grama, recostada numa árvore, lendo um livro. Podemos observar que ela poderia ficar bem tranquila, pois seu fiel e robusto cão de guarda estava atendo aos movimentos na praça.

terça-feira, 27 de março de 2012

Jacobina


Já estive no Jacobina várias vezes para almoçar, inclusive a feijoada do sábado. A comida é excelente, o ambiente muito bacana (com todos aqueles objetos do tempo da vó) e com um atendimento bem descontraído, porém muito eficiente. É enfim, uma excelente opção para almoço ou um happy hour.
Procurei no site do Jacobina mais informações sobre o restaurante (que foi aberto em 2005), e o texto de apresentação do restaurante/bar é bem legal, começando da seguinte forma:

Aberto em 2005, o Jacobina já é tradicional entre os bares e restaurantes curitibanos, com ambiente acolhedor, comida saborosa e um atendimento familiar. Oferecemos um jeito diferente de tratar a interação com o cliente: o "Atendimento Querido". Traduzindo: você vai encontrar no Jacobina um lugar prazeroso e acessível, feito para você sentir-se à vontade. Nossa decoração, comidas, bebidas e atendimento o farão recordar de momentos de diversão e celebração!

O texto segue. Se quiser ler mais, acesse: http://jacobinabar.com.br/o-jacobina/apresentacao/. Se quiser vivenciar, vá ao número 1365 da Almirante Tamandaré no Alto da XV. Eles têm um estacionamento bem pertinho (até já mostrei o carro mais ecológico do mundo que eles possuem aqui).

segunda-feira, 26 de março de 2012

O estreitamento da Avenida Marechal Deodoro



Para quem não conhece Curitiba e olha a Marechal Deodoro em direção ao Alto da XV, pode achar que no cruzamento com a Mariano Torres, o semáforo está fechado para os carros enquanto um prédio azul está cruzando a Marechal. Não é nada disso meu caro turista, o prédio em questão que parece não ter respeitado o recuo e avançou até o meio da rua, é o Edifício Alvorada do arquiteto Elgson Ribeiro Gomes, um dos expoentes do Movimento da Arquitetura Modernista em Curitiba.
Depois da foto que fiz da Marechal, mostrando o edifício Alvorada, mostro um anúncio referente ã venda do edifício, lançado em 1961. Nele são descritas as vantagens do novo prédio, como a proximidade com a UFPR, a Universidade Católica do Paraná (hoje no Prado Velho), o Colégio Santa Maria (hoje no São Lourenço) e outros marcos importantes de Curitiba que ainda estão por ali.
Ainda no anúncio, há a informação de que o prédio seria situado no local onde o alargamento da Marechal Deodoro terminaria, quando essa se transformaria na mais ampla avenida de Curitiba.

No site de outro grande arquiteto, Lolo Cornelsen, há muitas informações sobre o Plano Agache e também sobre o desvirtuamento na implantação desse no centro de Curitiba. Do site extraí o que segue:

As principais deformações na implantação do Plano Agache começaram na gestão do governador Bento Munhoz da Rocha (1951-56) e nas administrações municipais de Erasto Gaetner (1951-53), Dr. José Luis Guerra Rêgo (1953-54), dos militares Ney Braga (1954-58) e Iberê de Mattos (1958-61). Eles foram os responsáveis por obras que praticamente inviabilizaram uma das maiores conquistas do Plano Agache: o desbloqueamento das vias centrais de Curitiba.Porém, ignorando os projetos viários centrais do Plano Agache, mesmo com todos os serviços de desapropriação prontos, os administradores paranaenses liberaram a construção de prédios que inviabilizaram a implantação ideal do sistema de circulação.
O prefeito Gal. Iberê de Mattos (1958-1961) bloqueou a avenida Mal. Deodoro junto à esquina da rua Mariano Torres quando permitiu a construção de um edifício de 22 andares (o edifício Alvorada). O prédio inviabilizou o alargamento da avenida, impedindo de se concretizar uma grande conectora leste-oeste. (Extraído de http://www.lolocornelsen.com.br/arquitetura%20-%20agache%20e%20corbusier.htm).

Enfim, erros e acertos fizeram a história da arquitetura em Curitiba e muitas dessas histórias estão por aí para que possamos revisitar sempre que quisermos.

domingo, 25 de março de 2012

Contrastes


Saindo da Galeria Julio Moreira no Largo da Ordem, olhando na direção da Rua José Bonifácio, tem-se uma bela vista. Ao mesmo tempo podemos ver um painel do Poty, uma estação tubo, a catedral em reforma e a antiga Casa Hauer toda e eternamente escorada.

sábado, 24 de março de 2012

Uma antiga casca de casa



Dessa antiga casa de 1925 que fica na esquina da Rua Voluntários da Pátria com a Rua Saldanha Marinho, restou apenas a parte externa. Imagino então que essa casa (ou pelo menos a fachada dela) seja uma unidade de interesse de preservação. No seu terreno e espaço vago entre as paredes está funcionando um estacionamento. Se algo de bom vai acontecer com a casa, não sei, mas pelo menos por enquanto ela rende fotos interessantes.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Velhas casas, novos usos


Dizem que o segredo para uma boa restauração é dar novas funções para um antigo prédio histórico. Esses da foto ficam na Rua Barão do Rio Branco e são hoje ocupados por bares e restaurantes. Espero que prosperem e que seus inquilinos os mantenham preservados.

quinta-feira, 22 de março de 2012

Pessoas comuns e incomuns de Curitiba 71


Essas pessoas estavam na Rua das Flores junto ao Bondinho para uma foto familiar (não sei se eram turistas ou não). Fiz algo que acho (de vez em quando) divertido de se fazer: roubar uma foto ou seja, fotografar pessoas que não conheço fazendo pose para outra pessoa.

quarta-feira, 21 de março de 2012

Projeto "De Cor e Salteado" - Risotos














Ontem (dia 20/03) tive mais uma vez a oportunidade de participar no Estofaria Bar, do Projeto "De Cor e Salteado". Dessa vez o tema foi Risotos, tendo como mestre, o chef do Estofaria Bar André Fontana.
Uma das lições que aprendi tão logo provei o primeiro risoto, foi a certeza de que eu não sabia fazer risotos (mas agora posso tentar).
As receitas foram apresentadas de forma simples, didática e muito transparente. Nenhuma pergunta ficou sem resposta e dicas importantes foram passadas.
Logicamente o ponto alto de cada receita era a degustação. Os três risotos foram servidos numa sequência que foi do mais suave ao mais forte. De comum tinham o fato de serem absolutamente deliciosos.
Parabéns ao chef e ao pessoal que pensou e está colocando em prática esse projeto genial.

terça-feira, 20 de março de 2012

Túnel do Rock


Essa loja na Av. Marechal Floriano, perto da Praça Tiradentes, sempre chamou minha atenção aberta ou fechada. Aberta ela expõe centenas de objetos e camisetas ligadas ao bom e velho rock. Fechada, as portas de metal revelam enormes pinturas com o mesmo tema. Isso me lembra que meu filho há tempos quer que eu vá com ele à loja para procurar algumas camisetas de suas bandas favoritas (especialmente Metallica).

segunda-feira, 19 de março de 2012

Casas de Madeira de Curitiba 55



Essa linda casa de madeira fica no Cristo Rei, num terreno enorme num bairro muito valorizado. A casa e o terreno estão tão bem cuidados que imagino que ela é atualmente habitada.

domingo, 18 de março de 2012

Pessoas comuns e incomuns de Curitiba 70



Passando meio rápido pela Rua Fagundes Varela, vi de relance uma pessoa vestida de palhaço num ponto de ônibus. Tive que da um jeito de voltar para registrar a cena. Atrapalhei o trânsito um pouco, mas fiz a foto. Percebi que ele estava acompanhado de uma garota com um violão e de uma bolsa enorme, provavelmente cheia de risadas.

sábado, 17 de março de 2012

Centro cultural BRDE


Passei num dia da semana pela Av. João Gualberto (Boulevard Dois de Julho) e vi as portas do Palacete dos Leões abertas. Na grade uma placa uma placa informa que o local é um centro cultural que é mantido e coordenado pelo BRDE - Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul - o Espaço Cultural iniciou suas atividades em junho de 2005 como mais uma alternativa de promoção cultural, sem fins comerciais. Desde então, a construção histórica recebeu mostras das mais variadas técnicas e linguagens, criando sua própria tradição e sendo incorporada à agenda cultural da cidade.

O Palacete é considerado patrimônio histórico e arquitetônico brasileiro. Foi construído no final do século XIX (1866-1907), em estilo neoclássico por Cândido de Abreu, para abrigar a família Agostinho Ermelino de Leão Júnior, importante ervateiro do ciclo da erva-mate no Paraná.

sexta-feira, 16 de março de 2012

Projeto "De Cor e Salteado" - Massas caseiras















Na última terça-feira (dia 13/03), tive a grata satisfação de participar de um projeto no Estofaria Bar chamado “De Cor e Salteado”, que promove aulas-shows semanais, variando o tema a cada mês. Nesse mês de março as receitas são da culinária italiana e as aulas serão gratuitas, com o bônus de podermos experimentar as maravilhas que são preparadas na frete dos 10 sortudos que estão ali aprendendo os segredos do chef.
O chef que preparou/ensinou três tipos de molho e duas massas (gnocchi e talharim) foi Rodger Weiss Gomes, que comanda a cozinha da Cantina do Délio (irmão mais velho do Estofaria). Muito simpático e atencioso, passou dicas importantes para que em casa, tentemos repetir as três deliciosas receitas que experimentamos.
O chef Rodger foi auxiliado pelos chefs do Estofaria e pela Graça (masseira da Cantina do Délio).
Já estou tentando uma vaga na aula sobre risotos que acontecerá no dia 20 e se tudo der certo, na aula sobre tiramissu!! Adeus regime!
O Délio Canabrava mandou muito bem com esse projeto!
Para quem não sabe, o charmoso e aconchegante Estofaria Bar fica na Rua Itupava, 1465 – no Alto da XV.