quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

O tempo não para!

Olhando essa casa de madeira na rua Fagundes Varela, à exceção do sobrado ao fundo, poderíamos imaginar que eu estava num baixo distante do centro, onde a vida ainda permitiria termos muros baixos apenas para delimitar uma área. Certamente quando essa casa foi construída a região que a cercava deveria ser tranquila, com poucas casas, sem o caos de carros que vemos todo final de dia na Fagundes Varela. A vida passa e vai mudando as coisas que nos cerca, podemos nos esconder lá dentro da casa e achar que as coisas continuam na mesma ou sair e nos adaptar. O tempo não para!

3 comentários:

  1. This has does have relaxed, timeless feel to it.

    ResponderExcluir
  2. Somos observadores, meu amigo Takeuchi; as casinhas de madeira, entre outras áreas cativas do olhar atento, exibem uma conclusão óbvia: o tempo para apenas se desejarmos, hehehehe. Grande abraço. Amei a foto; quando acabar de pintar as 30 que programei, você será o primeiro a quem mostrarei o conjunto.

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.