domingo, 4 de junho de 2017

Circulando por Itaiópolis - a Casa Polaski

















A Casa Polaski foi construída no ano de 1928, tendo como seus primeiros proprietários, Sr Theodoro Smangorzewski e Martha Minikowka.

Anos depois, o genro e a filha do Sr Theodoro passaram a morar na casa, e instalaram no local um armazém, que também operava como banco. Era comum, na época, que os colonos do local entregassem seu dinheiro para com o Sr. Levandiniak, para que este realizasse seus investimentos.

No  final da década de 40 o armazém faliu e os proprietários viram-se obrigados a deixar a casa e a localidade, indo residir em Pato Branco – Paraná.

A casa permaneceu fechada por alguns anos, servindo de depósito de trigo do moinho pertencente à família Landoski, no final da década de cinqüenta.

Alguns anos depois a casa foi comprada pela família do Sr Alois e Sra Francisca Polaski.

A casa Polaski apresenta estilo arquitetônico eclético, pois é formada por características de diferentes épocas e períodos. Sua técnica construtiva é mista, fachada em alvenaria de tijolos revestidos com argamassa e corpo da casa em madeira. Sua estrutura subterrânea é de pedras e colunas de tijolos maciços. Destaca-se também o pavimento de assoalho de madeira no piso térreo e sótão. O porão é de chão batido.

A casa foi lindamente restaurada e hoje sob a guarda de um grupo de tradições polonesas, nela realizam ensaios do grupo Wiezi Poski de dança típica, bodegas com comidas (excelentes) típicas polonesas e hostel para quem passa por Itaiópolis para conhecer a cidade e o Alto Paraguaçu.

As informações aqui contidas foram passada para mim por Raquel Zanelatto da Fundação Cultural de Itaiópolis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.