quinta-feira, 15 de junho de 2017

Era uma vez...













Era uma vez uma casinha de madeira cor-de-rosa onde viveu um importante artista que esculpiu homens e mulheres nuas que adornam a praça do centenário, que um dia foi retirada de onde nasceu para ser instalada sob belas árvores num lindo parque, onde poderia observar crianças brincando, pessoas caminhando e o vai e vem de artistas.

Ela (a casinha de madeira) deveria abrigar o acervo do importante artista e mostra-lo orgulhosa aos que nela pisassem. Mas há mais de oito anos ela estava fechada, quase vazia e entregue à umidade e provavelmente aos cupins.

Ontem o fogo deu um triste fim à casinha e um trator às pressas, derrubou e quebrou o que restava. 
Hoje alguns valentes tentavam separar o pouco que restou da linda casinha de madeira cor-de-rosa, agora mais cinza do que rosa. 

4 comentários:

  1. Muito triste, o fogo em instantes devorar memórias e o trator apagar o q dela restou!

    ResponderExcluir
  2. Desleixo total das autoridades com a nossa cultura ! A memória de Erbo Stenzel merece maior respeito e jamais poderia ter acabado em cinzas!!!

    ResponderExcluir
  3. Linda forma de escrever sobre algo tão melancólico!
    Vc é um grande artista!
    Parabéns!

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.