Alfajor?


Quando fiz essa postagem em 15/06/2019 pretendia apenas comentar o quanto caminhar pela rua XV já não é mais como antes, quando o único que demandava algum tipo de atenção era o "Sombra" que junto ao Bondinho andava atrás das pessoas, imitando exageradamente os distraídos.

Hoje em dia caminhar pela XV sem ser abordado a cada quadra e por vezes, mais de uma vez em cada quadra é praticamente impossível. Há sempre algo a oferecer: trufas, crédito, dinheiro (caso tenha ouro ou prata para vender), óculos, refeições, pesquisas e como na foto, alfajores.

Ontem um comentário nesse post extremamente agressivo e mal educado, me fez voltar à ele. Como não pretendo dar palanque para "hater" de teclado, apaguei o comentário, mas aceito a crítica.

Hoje, 12/01/2022, caminhava pela Travessa Senador Alencar Guimarães no Centro, quando fui abordado por um rapaz com um cooler em mãos (já não são mais isopores), me oferecendo um alfajor. Comprei o alfajor po R$5,00 e aproveitei para perguntar que projeto é esse do qual ele, dentre tantas coisas que disse, mencionou. 

Disse ele que trata-se do Projeto Cristão Esperança e que todos os rapazes (sempre muito educados e descontraídos) que ficam na rua XV e calçadões adjacentes, participam desse mesmo projeto, cujo objetivo é a reinserção social de pessoas em situação de rua ou risco social. Muito nobre a causa.

Comentários

Postagens mais visitadas