segunda-feira, 9 de maio de 2016

Urban Sketchers de Curitiba e a Igreja do Portão




Os pessoal do Urban Sketchers de Curitiba encontraram-se na Igreja do Porão e no site do evento, temos as seguintes informações sobre a igreja.

No início do século XX, as diferentes chácaras do bairro, os diversos armazéns e as várias fábricas, não bastariam para sedimentar a comunidade do bairro do Portão. A partir daí foi, então, idealizado um local de devoção e espaço comunitário para a população do bairro.

Em 1907, ela era uma simples capela com pequena e primitiva imagem do Senhor Bom Jesus. Anteriormente, neste mesmo local existia o Cine Guarani que, atualmente, funciona o Centro Cultural do Portão, em frente ao terminal de ônibus do bairro.

A Igreja do Portão foi construída entre 1916 e 1928, ao redor da mesma capelinha antiga feita no início do século XX, de tijolos de barro e que ali permaneceu enquanto se erguiam os muros da futura igreja, que seria dedicada ao Senhor Bom Jesus.

O impulso da construção aconteceu só em 1920, quando o bispo Dom João Braga, preocupado com a escassez de esmolas, nomeou nova comissão composta de Pedro Zagonel, Attílio Brunetti e José Bettega. A parte final da construção que foi o telhado ficou pronta em 1923, estrutura esta, que se mantém até hoje.

A Igreja que foi inaugurada em 1928 foi elevada a Paróquia no dia 15 de dezembro de 1936 e tornou um ponto tradicional de devoção para os moradores e fieis do Portão na época e até hoje. A administração está a cargo dos padres e irmãos da Congregação dos Oblatos de São José desde 1928, desde a sua inauguração.

A pintura interna é de 1949. Merece destaque também os quatro sinos existentes na Igreja, instalados em 1952 que vieram diretamente da Alemanha.

A Paróquia Senhor Bom Jesus do Portão auxiliou também no desenvolvimento do bairro. Vendo a necessidade de uma melhor formação educacional para a região, o Padre João Bagozzi, pároco da Igreja Senhor Bom Jesus do Portão, entre os anos 1952 e 1958 decidiu inaugurar uma pequena escola ao lado da igreja, batizada como Imaculada Conceição.

As primeiras aulas foram em fevereiro de 1955 e já no ano seguinte o espaço foi ampliado. Em 1960, na fase em que a escola continuava seu crescimento, o Padre Bagozzi faleceu. Seu substituto, o Padre Dario Zampiero, manteve a ampliação do espaço, que foi concluída em 1963. Naquele ano, era inaugurado o Ginásio Padre João Bagozzi.

Em 1973, o ginásio e a Escola Imaculada Conceição são unidos, fundando o Colégio Padre João Bagozzi.

Em 1986, em comemoração aos 50 anos de história o local recebeu uma ampla reforma interna. E em 1990, a igreja antiga foi tombada pelo patrimônio histórico do município.

Após de dez anos de construção, no ano de 2000 foi inaugurada a Igreja “nova” do Portão. O crescimento da população foi o fator fundamental para a construção, pois os fieis precisavam usufruir de uma estrutura mais compatível com a demanda que se formava.

Atualmente, a paróquia é composta pelas duas igrejas, que igualmente, de acordo com as suas funções, acolhe carinhosamente os seus fieis. Ambas ficam na Rua João Bettega, a antiga no número 07 e a nova no número 206.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.