segunda-feira, 19 de março de 2018

A Graciosa e Antonina em cores



O workshop do qual participei nesse final de semana "Universo da Cor - Walter Firmo" nos apresentou o grande fotógrafo, sua trajetória e um pouco do seu incrível trabalho.

A parte prática do workshop consistia numa saída fotográfica em direção à Antonina, descendo a Serra da Graciosa, tentando registrar o mundo ao nosso redor buscando a visão do mestre.

É muito interessante estarmos dispostos à desafios como esse, pois o olhar treinado para fazer o que nos é confortável deve ser (parcialmente) abandonado para buscar um olhar diferente.

No caso o primeiro desafio foi o de usar uma lente diferente, uma 50mm fixa, que é sem dúvida fantástica, mas tira a flexibilidade que uma zoom possui, o que obriga a maior movimentação. O segundo desafio foi o de buscar sempre a cor e dentro desse quadro colorido (se possível muito colorido), um protagonista que poderia ser uma pessoa, um objeto ou um elemento da natureza. O terceiro desafio seria o de tentar o máximo possível fotografar na horizontal, como normalmente fotografa Walter Firmo.

O resultado do meu esforço está nos dois mosaicos de hoje, que bem sucedido ou não, garantiu momentos de prazer por podermos circular pela Graciosa e por Antonina, parando em locais que normalmente não pararíamos (como bares pequenos frequentados por personagens locais).

Uma pequena história com o mestre Firmo. De todas as fotos que fiz a única que executei exatamente como ele pediu foi a foto que está no canto inferior direito do segundo mosaico. O Firmo fez a foto, me mostrou e disse, faz lá. E eu como bom aluno que sou, fiz exatamente como ele mandou (diafragma fechadinho, sub-exposto, contrastado). Ele certamente esqueceu-se disso. No dia da leitura das fotos com seus comentários, ele foi olhando as minhas fotos, gostando de umas, não gostando de outras, mas na hora em que essa foto da mesa amarela sob a luz de uma janela diante de uma mesa de sinuca apareceu, ele ficou de cara! Disse que a foto estava excelente, ficou olhando um tempo e disse que queria até discutir comigo a foto. Nesse momento eu disse para ele: "podemos até discutir, mas essa foto é sua!". Daí ele sorriu e disse "Ah!". Isso chama-se coerência!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.