terça-feira, 29 de junho de 2010

O Gondoleiro do Nhundiaquara


OK, não é uma gôndola, mas tudo bem, não estamos em Veneza mesmo! O barqueiro que circula pela região dos restaurantes em Morretes, cobra uma pequena taxa pelo romântico (!) passeio pelo rio Nhundiaquara. Depois da quinta foto e tentou cobrar pelo direito de imagem, mas dei uma disfarçada e fui saindo.

No fundo da foto, podemos ver a ponte metálica e o Restaurante Ponte Velha, um dos mais tradicionais em Morretes para apreciar o Barreado, prato típico do litoral do Paraná (diz o meu filho que o barreado que preparo em casa é melhor, mas ele é suspeito).

4 comentários:

  1. Uma manhã de inverno, entre nove e dez horas da manhã. O sol começava a aparecer depois de um amanhecer coberto de névoa. O bote empurrado pelo varejão. Minhas recordações de infância.

    Por falar em barreado, veja isto: http://mcherobim.multiply.com/journal/item/24/O_fandango_e_o_barreado_. O restaurante que você fotografou é o “Ponte Velha”. O Madalozo fica defronte e não aparece na foto.

    ResponderExcluir
  2. É mesmo!! É o Ponte Velha. Golpe de vista. Nesse dia fomos em outro restaurante depois do Ponte Velha do lado esquerdo. O local é muito bonito e bem mais aconchegante do que os outros dois vizinhos.

    Você é de Morretes?

    ResponderExcluir
  3. Sou de Morretes, mas vivo em São Paulo (Capital) desde 57.

    Eu sei qual é o restaurante que você se refere. Fica onde era a casa do gerente da fábrica de papel que faliu há umas décadas.

    ResponderExcluir
  4. Muito Lindo Morretes ,Devemos preservar essa Cidade Encantadora!.

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.