quarta-feira, 2 de junho de 2010

Revitalização da Rua 24 horas


Quando a Rua 24 Horas foi inaugurada em Curitiba no dia 12 de setembro de 1991, foi uma grande novidade (nacional, ousaria dizer), pois se propunha a ser um espaço que funcionasse 24 horas por dia, oferecendo serviços, conveniências, praça de alimentação e lazer. Nessa época, mal se encontrava algum comércio aberto no sábado à tarde, que dirá 24 horas.

A Rua 24 Horas era administrada pela URBS, com projeto dos arquitetos Abraão Assad, Célia Bim e Simone Soares, tendo sua estrutura em tubos na forma de arcos, coberta por vidro, tendo em ambas as entradas, o famoso relógio, que representava a idéia do funcionamento “dia e noite” do local. Tratava-se de um ponto turístico obrigatório para quem visitava Curitiba.

Depois de anos de abandono e várias tentativas de restaurar o local, ontem a prefeitura de Curitiba anunciou que a Rua 24 Horas voltará a ser ponto de referência em Curitiba. A reforma vai começar nesta quarta-feira (2), num investimento de R$ 3,84 milhões feito pela Prefeitura de Curitiba.

Serão implantados um café, livraria, agência de correios, central de turismo e espaço cultural. O objetivo é transformar a Rua 24 Horas num amplo espaço de cultura, turismo e serviços para a população curitibana e visitantes da cidade.

A reforma manterá as características arquitetônicas do espaço. Uma das novidades é que a Rua será ponto de chegada e saída da Linha Turismo que registra, em média, 50 mil passagens por mês. O turista também encontrará ainda uma série de outros serviços, como informações sobre a cidade, e vendas de artesanato e produtos regionais. A 24 Horas terá também espaço para manifestações culturais, como exposições de arte e apresentações de grupos folclóricos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.