domingo, 7 de abril de 2013

Mais quase casas de madeira de Curitiba


Durante nossa última caminhada encontrei nas Mercês dois desses exemplares de casas de madeira com uma fachada em alvenaria na divisa frontal, certamente em atendimento ao código de posturas da prefeitura de Curitiba de 1.919, quando tentava-se esconder as casas de madeira por serem consideradas incompatíveis com a imagem moderna e em desenvolvimento que se queria para Curitiba da época.

16 comentários:

  1. Na casa amarela fundos mora a D. Ana, uma querida e simpática benzedeira. Um dos irmãos, S. João tb vive ali. O outro dos irmãos era o S. Miguel, um figura coxa branca icônico!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bacana Ana. Uma casa de benzedeira então? Benzer é algo pouco comum hoje, mas lembro que minha avo benzia água para quem pedisse à ela. Coisas de antigamente!

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. OI Anne. Desculpe, não me lembro o nome da rua!

      Excluir
  2. Rua Julia da Costa, 1116 - minha vó <3

    ResponderExcluir
  3. Fui hoje lá pra Dona Ana me benzer e ela é realmente um amor, muito doce e transmite uma Paz muito grande.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bacana Karime. Minha avó também tinha o costume de benzer água no norte do Paraná, inclusive para que batesse à sua porta.

      Excluir
  4. Gostaria devter o contato da benzedeira

    ResponderExcluir
  5. Respostas
    1. Oi Monica. Como fotografei essas casas ao longo de uma caminhada por várias ruas, não sei lhe dizer o endereço, mas num dos comentários acima uma leitora diz que fica na Rua Julia da Costa, 1116

      Excluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.