domingo, 14 de abril de 2013

Moradores de rua de Curitiba

Não precisa circular muito por Curitiba para constatar o que a Gazeta do Povo publicou recentemente, que o número de moradores de rua aumentaram. Eram 2.800 em 2008 e hoje estima-se que sejam 4.000 pessoas vivendo nas ruas. Grande parte deles está nessa condição por associação com algum tipo de droga (ilícita ou não). Essa foto eu fiz na rua Barão do Rio Branco.
A reportagem da Gazeta começa como segue: "Quatro mil pessoas perambulam pelas ruas de Curitiba. Eles são imperceptíveis aos olhos da maioria dos passantes, que se habituaram a seguir a rotina sem parar para ouvir as vozes que vêm das calçadas. Essas “sombras” quase sempre têm famílias, tiveram emprego, uma casa, um propósito. Quando são notadas quase sempre é porque se tornaram um incômodo, ou uma ameaça. "
A reportagem completa, assinada por Diego Ribeiro, publicada no dia 07/04 pode ser lida na integra aqui.



2 comentários:

  1. Sobre o tema, Takeuchi, segue uma sugestão: passe com a sua câmera ali na Afonso Camargo, esquina com a Dr. Faivre. Verá na calçada lateral de uma casa bancária um quadro entristecedor. Não sei como as autoridades permitem que a situação se perpetue. Outro local a exigir providências? Embaixo do Viaduto Capanema.

    Circulo bastante pela cidade,também, meu prezado amigo; não há como ignorar o triste panorama.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vi esses cenários professora. Uma vez na Rua das Flores (um domingo à tarde) fui intimidado por estar com uma camera quando passei por um grupo de moradores que se agrupavam na altura da Monsenhor Celso.

      Excluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.