quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Na borda!

Do nono andar do Edifício Asa, a câmera vai além do parapeito da janela para mostrar bem cedo, o petit pavé, algumas pessoas e os carros estacionados na Praça Osório (um deles o meu).
A imagem lembrou-me uma piadinha corporativa na qual o diretor de uma empresa comenta que "estávamos na beira do precipício, mas demos um passo à frente". Ops!

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Tem dias que a noite é sinistra!

Certa vez um amigo disse que só sabia que o dia tinha sido bom quando ele terminava! Há fases na vida em que as certezas se tornam dúvidas e que já não se enxerga muito bem por onde se está caminhando! Mas não resta alternativa senão continuar e alívio por saber que há mãos nas quais segurar, que podem evitar a sua queda ou que estão prontas para lhe levantar! It's been a hard day's night!
Essa foto é da Praça Osório onde a Vicente Machado termina e se prepara para virar a Alameda Cabral.

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Há tempestade no horizonte!

No Novo Mundo de um lado um céu relativamente claro, mas do outro, rapidamente uma tempestade, que mais tarde traria grandes transtornos para a cidade, tomou conta da região com raios, trovões e chuva forte.
As vezes a vida também é tomada rapidamente por tempestades, que assustam, nos faz encolher, causam seus estragos, mas felizmente, passam. Uns dizem que "depois da tempestade vem a bonança", mas há também os que dizem que "depois da tempestade vem a enchente". Prefiro ficar com os primeiros!

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

A chuva no bosque das araucárias

Chovia na noite em que eu descia a Al. Dr. Muricy e num congestionamento eu mais ou menos parei (mais ou menos porque a foto fiz quando já estava em movimento) na frente desse painel de azulejos que fica na lateral do Banco do Brasil. O projeto Original é de Niva Andrade (1965) e a execução foi de Alice Yamamura, Elvo Benito Damo e Maria Helena Saparolli (2007).

domingo, 27 de outubro de 2013

As gêmeas de madeira do Bacacheri






São duas (logo o tempo do verbo deve mudar) as casas de madeira na rua México. Gêmeas, espelhadas, inclusive na decadência. Uma de um verde azulado (ou um azul esverdeado) e a outra num amarelo já bem triste. O cão anunciado já não deve estar mais ali, o telhado de ambas em colapso, a parede de uma delas estufando como se fosse explodir! Porque estão abandonadas? Porque não foram derrubadas ainda? Quem dava vida às gêmeas? Quem vai saber!

sábado, 26 de outubro de 2013

Primavera no Jardim Botânico

Estive no último domingo no Jardim Botânico para acompanhar o pessoal dos Croquis. O dia estava claro, quente e ensolarado, o que bastou para lotar o parque de turistas e moradores de Curitiba que buscam um lugar belíssimo e tranquilo para brincar com os filhos, encontrar os amigos, namorar e também, croquisar um dos lugares mais visitados e conhecidos de Curitiba.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Movimentando-se na Arthur Bernardes


Num final de um dia muito quente indo do Portão para o Bigorrilho pela Av. Pres. Arthur Bernardes, passei por esse parque linear da avenida, onde pessoas caminhavam, corriam, andavam de skate e exercitavam-se nas academias ao ar-livre

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Casas de madeira do Boa Vista


Um amigo que mora no Boa Vista, comentou que exatamente em frente da sua casa existem duas casas de madeira bem interessantes. No dia em que fui fotografar a Nova Garagem, resolvi circular pelo Boa Vista e Bacacheri em busca dessas e de outras casas de madeira. Acabei encontrando várias, que irei postando com o tempo.
Essa de hoje foi a que mais gostei pelo terreno, pelas flores e pela arquitetura. Havia um senhor na janela do andar de cima, que autorizou as fotos, mas sumiu antes que eu pudesse começar a fotografar.
A casa fica na esquina da rua Manoel de Souza Dias Negrão com a Carlos de Campos.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Dois pássaros do Jardim Botânico


Caminhando pelo Botânico, dois pássaros chamaram a minha atenção. Primeiro um quero-quero, que existem às dúzias por todo parque, parecia estar posando para as fotos dos passantes. Ele permitia que as pessoas se aproximassem bastante para fotografá-lo. Graças a isso, pude constatar o quanto é bonita essa ave! O segundo pássaro nunca havia visto. Além das penas decoradas, ele possui uma espécie de máscara de um amarelo bem vivo.
Pelo Facebook, um leitor do blog disse que o segundo pássaro é um pica-pau-do-campo ou Colaptes campestris, que é um grande pica-pau sul-americano, campestre e terrícola. Também é conhecido como chã-chã.
E para não deixar o quero-quero triste, o quero-quero ou Vanellus chilensis é uma ave da ordem dos Charadriiformes, pertencendo a família dos Charadriidae. Ocorre em toda a América do Sul e em alguns pontos da América Central, e sendo uma ave muito popular acabou por fazer parte do folclore de várias regiões.

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Croquis urbanos de Curitiba - Jardim Botânico
















O pessoal do Croquis Urbanos aproveitando um belo dia de sol, mais uma vez foram ao Jardim Botânico para mais uma seção de belos desenhos e pinturas. As árvores são sempre um excelente refúgio, onde vários dos nossos croquiseiros podiam ser observados. Aproveitei a ida ao Botânico para tentar achar uma imagem para a capa de primavera do blog.

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Bazar Nova Garagem













Quando fui à loja de antiguidades para fotografar a casa de madeira do post de ontem, não imaginava que a loja fosse tão grande e detentora de um acervo que vale muito a pena conhecer. Muitas das coisas que vi, fizeram parte da minha vida desde a infância. Se quiser fazer uma viagem no tempo, chegue ali na Nova Garagem na Rua México, 808 no Bacacheri.

domingo, 20 de outubro de 2013

Uma casa de madeira a ser restaurada


Um leitor desse blog (Marcelo) entrou em contato comigo para dizer que encontrou no meu blog o seu próprio desejo de registrar casas antigas de Curitiba. Ele me convidou para conhecer sua loja de antigüidades e disse que nos fundos dessa, há uma casa de madeira que ele conseguiu evitar a demolição. Essa casinha ele pretende restaurar e pelas fotos, sem duvidas é uma decisão mais do que acertada, ja que a casa tem tudo haver com a loja, que é sensacional (vou mostrar um pouco no próximo post).

sábado, 19 de outubro de 2013

Tentando proteger-se

A vida de quem mora nas ruas já não dever ser fácil, acrescentando à isso frio e chuva, deve beirar o insuportável. Sei que existem albergues (alguns inclusive aceitam pessoas e seus cães) onde o morador de rua encontrará comida, cama limpa e banho, mas parece que muitos dos que moram nas ruas preferem achar para si um lugar para se proteger, evitando assim os albergues. Porque será?
Essa pessoa eu fotografei bem cedo sob um banco, num ponto de taxi na Praça 19 de dezembro.

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

E essa primavera, vem ou não vem?



Estamos quase entrando no horário de verão e parece que o verão nem de longe, acha que sua hora chegou ainda em Curitiba! Com uma freqüência maior do que muitos gostariam nessa altura do ano, ainda enfrentamos frio e chuva, como ficou evidente nessa seqüência de imagens na esquina da Al. Dr. Muricy com a av. Marechal Deodoro (na Praça Zacarias).