domingo, 26 de outubro de 2014

O mural de Lolô Cornelsen


Ayrton Lolô Cornelsen em 1948 aceitou o desafio colocado pelo seu sogro, projetando e construindo sua própria residência num terreno com grandes desníveis na Alameda Presidente Taunay. Ali, Lolô pode aplicar livremente todos os seus conceitos de arquitetura, resultando numa casa admirada até hoje por arquitetos e pessoas que consideravam essa casa uma atração turística de Curitiba.
Destacava-se na casa o conjunto de pilotis (novidade na cidade), um belo jardim frontal e principalmente, o mural abstrato executado em azulejos, desenhado pelo próprio Lolô.
No ano de 1962 a casa foi vendida para Paulo Pimentel, ano que a família Cornelsen mudou-se para o Rio de Janeiro. Infelizmente para a história da arquitetura de Curitiba, em 1999 a casa foi demolida.
De forma surpreendente, o arquiteto Hugo Umberto (principal responsável pela restauração de outra joia de Lolô, a Casa Belloti) teve acesso ao desenho original feito à mão pelo próprio Lolô, que serviu de base para a execução do mural de azulejos. Gentilmente o Hugo autorizou que eu fotografasse o desenho, foto essa que apresento nesse post.
Muito se perdeu com a demolição da casa, mas nem tudo foi perdido, felizmente.
A primeira foto e grande parte das informações que apresento aqui, foram obtidas aqui.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.