quinta-feira, 22 de outubro de 2015

O Solar do Rosário

O Solar do Rosário já foi conhecido como "Solar de Sinhá França" por ter sido nos idos de 1890 a residência da família Paula França. Posteriormente foi adquirido pelo historiador e colecionador de arte Newton Carneiro.
É uma casa assobradada de arquitetura eclética porque, como em todas as casas senhoriais do fim do século XIX, havia uma mistura de estilos: colonial português, francês, alemão, acrescido de características neoclássicas como o frontão com suas volutas curvas, janelas e sacadas. Síntese de estilos que retrata o espírito da terra paranaense: acolhedora de todas as etnias, terra de todas as gentes.
Atualmente de propriedade de Regina e João Casillo, é uma iniciativa privada em forma associativa que abriga um espaço particular vivo e atuante de arte e cultura. Inaugurado em maio de 1992, é um complexo cultural que possui Galeria de Arte, Café e Livraria, Cursos, Oficinas, Ateliers, Restaurante, Casa de Chá e Jardim de Esculturas. Abre suas portas todos os dias e também aos sábados e domingos. Fonte: site do Solar do Rosário.
Na foto, o Solar numa tarde de sábado, no momento em que uma amiga fotógrafa observava novos ângulos do prédio a serem explorados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.