quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Duas quase casas de madeira de Curitiba




Essas duas casas no Hugo Lange são dois exemplares típicos de casas de madeira cujos donos viram-se forçados a transformar a fachada de divisa com a calçada em alvenaria.

Uma amiga arquiteta, Karina Pimentel, comentou recentemente comigo que em “determinado momento a prefeitura solicitou que as águas pluviais dos edificios, que na ocasião eram construídos no alinhamento predial, portanto junto às calçadas, não fossem jogadas diretamente sobre os transeuntes e por isso,  junto com o código de posturas que pedia construções de alvenaria, os proprietários construiram as fachadas de alvenaria com platibanda que cortava o beiral. O recolhimento das águas pluviais se dava então por calhas escondidas por dentro da platibanda que encontravam condutores verticais e estes saiam na altura do piso/calçada”.

Por isso é relativamente fácil encontrar esses tipos de residências até hoje em Curitiba. Coisas da nossa história.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.