segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Na borda


Passando pela Alameda Cabral no Centro, percebi esse rapaz sentado no parapeito da sacada do seu apartamento. Ele estava completamente imóvel, com fones de ouvido, de olhos fechados, como se estivesse dormindo. Apesar do risco, ele parecia bastante tranquilo e aproveitando o sol que incidia naquele momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.