quarta-feira, 1 de julho de 2009

Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas






Construída em 1737, é a mais antiga de Curitiba. Seu nome original era Nossa Senhora do Terço, só mudado com o surgimento da Ordem de São Francisco em Curitiba, em 1746.

Em anexo, foi construído em 1752, um convento que funcionou até 1783, dirigido por religiosos franciscanos.

Em 1834/35 desabou o vigamento da igreja e apesar da reconstrução da parte desmoronada, continuou em péssimas condições. Mesmo assim, com a chegada dos colonos poloneses, serviu-lhes de paróquia.

Em 1880, com a visita do imperador D. Pedro II, foi promovida a restauração definitiva da igreja. A torre foi concluída em 1883 e os sinos doados pelos senhores da erva-mate. A partir de então, tornou-se sede da vida espiritual dos alemães, sendo os ofícios celebrados no idioma alemão até 1937.

Estas reformas descaracterizaram suas linhas arquitetônicas, originariamente coloniais, dando-lhe características indefinidas, com a torre lembrando o estilo mourisco segundo alguns, ou neogótico, segundo outros.

Foi tombada em 1965 e novamente restaurada no período de 1978/80, dentro de uma filosofia conservadora, marcando a autenticidade de nossa paisagem histórica.


O Bebedouro do Largo da Ordem
Os tropeiros e fazendeiros da região de Curitiba costumavam dar de beber a seus cavalos e mulas no bebedouro, ainda hoje existente, no centro do Largo da Ordem.
O bebedouro data de meados do século 18. É construído em pedra, com uma bacia de ferro.

Fonte: http://www.turismo.pr.gov.br/


Na foto da Igreja da Ordem, observem o grafite no lado esquerdo da foto. Trata-se de um grafite de autoria dos Gêmeos (Gustavo e Otavio Pandolfo), devidamente autorizado pela prefeitura de Curitiba, quando da passagem deles por aqui. Fotografei mostra deles no MON que vale um futuro post .

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.