terça-feira, 14 de julho de 2009

Parque Barigui





No idioma dos índios que habitavam a região antes mesmo da fundação de Curitiba, Barigüi significava "Rio do Fruto Espinhoso.

Hoje, com 1,4 milhão de metros quadrados de área, é um dos maiores parques da cidade e, seguramente, o mais freqüentado. A antiga "sesmaria" pertencente ao desbravador Mateus Martins Leme foi transformada em parque em 1972.

Não são apenas os moradores da cidade e os turistas que procuram descanso no parque. Preás, socós, garças brancas, gambás, tico-ticos, sabiás e dezenas de outros animais nativos fazem do Barigüi a sua morada. Hoje já não estão mais lá, pois o meio ambiente recolheu ambos os animais depois de um ataque à um cachorro distraído, mas por anos os jacarés do Barigui fizeram a história do parque, virando quase uma lenda urbana. Hoje restou dos pobres répteis apenas uma estátua na entrada do salão de exposições e um time de futebol americano da cidade chamado Barigui's Crocodiles.

Dentre os equipamentos que o Parque possui constam: churrasqueiras, quiosques, pistas de bicicross e aeromodelismo, canchas poliesportivas, equipamentos para ginástica, estacionamento, restaurante, parque de diversões, Museu do Automóvel, Parque de Exposições e Centro de Convenções, Estação Maria Fumaça e a Sede da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Domingo é o dia especial no Parque Barigüi. Nesse dia as pessoas frequentam o parque para jogar bola, volei com os amigos, andar de bicicleta, ver exposições, praticar aeromodelismo ou simplesmente para caminhar e apreciar a paisagem. É sem dúvida, o mais democrático dos parques.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.