quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Linha Turismo de Curitiba


A Linha Turismo é uma linha de ônibus especial que circula nos principais pontos turísticos de Curitiba. Com ela, é possível conhecer os parques, praças e atrações da cidade.

Considerada uma das melhores do país, a Linha Turismo circula a cada trinta minutos, percorrendo aproximadamente 45 km em cerca de duas horas e meia.

O roteiro começa na Praça Tiradentes, mas é possível iniciar o trajeto em qualquer um dos pontos. Ao comprar uma cartela com cinco tíquetes, o usuário tem direito a um embarque e quatro reembarques, o que permite descer e conhecer melhor 4 pontos turísticos com a mesma cartela.

Os veículos são equipados com sistema de som para fornecer informações gravadas sobre os locais visitados em três idiomas – português, inglês e espanhol.

Seguem os pontos pelos quais a linha passa e um breve resumo de cada um deles. A grande maioria dos deles têm posts dedicados nesse blog.

PRAÇA TIRADENTES
Marco zero da cidade, é dominada pela Catedral Basílica de Nossa Senhora da Luz.

RUA DAS FLORES
A principal rua da cidade foi transformada no primeiro calçadão do país, em 1972.

RUA 24 HORAS
Atualmente encontra-se fechada aguardando sua reforma/revitalização.

CENTRO DE CONVENÇÕES
Espaço de eventos, exposições e difusão da cultura.

MUSEU FERROVIÁRIO
Construído na antiga estação, conta a história ferroviária do Estado.

TEATRO PAIOL
Antigo paiol de pólvora construído em 1906 e reciclado para teatro de arena em 1971.

JARDIM BOTÂNICO
Criado em 1991 à imagem dos jardins franceses com sua famosa estufa em metal e vidro.

ESTAÇÃO RODOFERROVIÁRIA/MERCADO MUNICIPAL
Sua concepção moderna e funcional representou em 1972 um marco no país em terminais de transporte.

TEATRO GUAÍRA/UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ
Na Praça Santos Andrade localiza-se o Teatro Guaíra, um dos maiores da América Latina. À sua frente, do outro lado da praça encontra-se a Universidade Federal do Paraná, a primeira do Brasil.

PASSEIO PÚBLICO/MEMORIAL ÁRABE
O Passeio é o primeiro parque público e o primeiro zoológico de Curitiba, inaugurado em 1886. O Memorial Árabe é edificação moderna inspirada na arquitetura dos povos do deserto.

CENTRO CÍVICO
Sede dos Poderes do Estado do Paraná, com o Palácio Iguaçu, a Assembléia Legislativa e o Tribunal de Justiça, além da Prefeitura de Curitiba.
MUSEU OSCAR NIEMAYER
Maior e mais moderno museu do Brasil. Projetado pelo arquiteto Oscar Niemayer.

BOSQUE DO PAPA/MEMORIAL POLONÊS
Memorial da imigração polonesa, inaugurado em 1980, logo após a visita do Papa João Paulo II.

BOSQUE ALEMÃO
Lembra as mais caras tradições dos alemães, os primeiros imigrantes a se estabelecer em Curitiba.

UNIVERSIDADE LIVRE DO MEIO AMBIENTE
Inaugurada em 1992 promove educação ambiental para a população em geral.

PARQUE SÃO LOURENÇO
Uma velha fábrica de cola deu lugar a um Centro de Criatividade, com cursos, oficinas e espaços para exposições.

ÓPERA DE ARAME/PEDREIRA PAULO LEMINSKI
O Teatro Ópera de Arame é um espaço mágico que se integra à natureza do local. A Pedreira Paulo Leminski é o palco dos grandes acontecimentos culturais e artísticos de Curitiba.

PARQUE TANGUÁ
Área de lazer com grandes espaços verdes, ancoradouro, pista de cooper, ciclovia e um túnel aberto na rocha bruta unindo os lagos.

PARQUE TINGUI
O Parque Tingui lembra os primeiros ocupantes dos Campos de Curitiba, os índios Tinguis, da nação Guarani.

MEMORIAL UCRANIANO
O Memorial Ucraniano, no Parque Tingui, é homenagem ao centenário da chegada dos pioneiros da etnia, comemorado em 1995.

PORTAL ITALIANO
O Portal sinaliza a entrada do bairro italiano de Santa Felicidade.

SANTA FELICIDADE
Colônia formada em 1878 por imigrantes italianos das regiões do Vêneto e do Trentino. Principal eixo gastronômico de Curitiba.

PARQUE BARIGUI
Um dos maiores da cidade, implantado em 1972, é um dos preferidos para as caminhadas diárias do curitibano à beira do lago.

TORRE PANORÂMICA
Permite, do mirante, uma visão de 360 graus da cidade de seus 109 metros de altura.

SETOR HISTÓRICO
As ruínas de São Francisco, o Relógio das Flores, a Fonte da Memória, igrejas antigas, casarões reciclados e transformados em espaços culturais compõem o Setor Histórico da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.