terça-feira, 17 de abril de 2018

As Virtudes do Bem-Morar



















Tive nesse último final de semana a grata satisfação de poder conhecer de perto essa fabulosa residência construída em 1928 pelo engenheiro civil Eduardo Fernando Chaves para uma tradicional família curitibana.

Há tempos eu havia adquirido o livro "As Virtudes do Bem-Morar" de Zulmara Clara Sauner Posse e Elizabeth Amorim de Castro, que se debruça sobre boa parte da obra de Eduardo Fernando Chaves e dentre as obras analisadas encontra-se essa bela residência.

O século XX deixa para trás a ocupação meio que padronizada dos terrenos, tendo a evolução tecnológica, sanitária e de saúde como novos elementos para melhor projetar as residências, especialmente para famílias abastadas que tendo a oportunidade de possuir grandes terrenos, construir casas como essa que publico hoje. Essa especificamente além de um terreno que um dia conteve até uma quadra de tênis, possui seis salas, uma suite, seis quartos, quatro banheiros, escritório, biblioteca, cozinha, copa e uma grande área de serviço.

Recomendo muitíssimo a procura pelo livro citado acima no qual descobrirão que esse quase desconhecido engenheiro na década de 1930 teria uma obra sua em praticamente todas as quadras da Curitiba daquela época e muitas das suas obras ainda convivem com a malha urbana atual e ainda encantam todos que moram e visitam a nossa cidade.


6 comentários:

  1. Olá Washington! Sou admiradora desta página...que casa lindaaaa! Obrigada por nos trazer outros olhares de Curitiba.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Renata. Muito obrigado por curtir o blog. A casa é mesmo incrível né? Abraço.

      Excluir
  2. Realmente uma obra de arte! Parabéns pelas fotos. Abraços

    ResponderExcluir
  3. Sempre tive curiosidade de conhecer essa casa.
    Obrigado pelo gostinho. É linda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu da mesma forma Anderson. Foi bem legal poder circular pelo terreno.

      Excluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.