domingo, 19 de agosto de 2018

A cidade como suporte







Por onde se circula por Curitiba, centro ou bairro, as paredes de casas, prédios (públicos ou não) e monumentos se tornam suporte para todo tipo de manifestação, artística ou de protesto, com ou sem autorização e jamais serão uma unanimidade. Há quem ame e também os que odeiam, cumprindo assim a função às quais essas intervenções se destinam.

Penso que sua existência e até a sua ausência sempre representarão o momento pelo qual atravessa a sociedade na qual está inserira, seja isso bom ou não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.