terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

A Avenida Marechal Floriano e sua arquitetura




A Avenida Marechal Floriano tem seu início no centro de Curitiba, na praça que é o Marco Zero da cidade, a Praça Tiradentes. Desse ponto, a Marechal Floriano (que a partir da Praça Carlos Gomes passa a ter as canaletas dos onibus expresso e essas a acompanham até o final) cruza importantes bairros de Curitiba e se constitui na principal avenida desses bairros, com comércio predominantemente varejista e de muita força. Três terminais de transporte público (Hauer, Carmo e Boqueirão) estão nessa avenida. A arquitetura que me parece ter valor histórico e que foi por mim retratada nessas fotos, vai da Praça Tiradentes até pouco além da Av. Presidente Kennedy. Depois disso, os predios não chamam a atenção pela arquitetura, mas o conjunto deles lembra muito uma cidade do interior, com pequenos prédios de comércio de ambos os lados da principal avenida de cidade. A avenida Marechal Floriano termina no Parque Iguaçú, na cidade de São José dos Pinhais.
O trecho a seguir tem como fonte o livro "Ruas e histórias de Curitiba" de Valério Hoerner Júnior. Editora Artes e Textos. Curitiba, 2002.

"Em nome da bajoujice, muito necessária na época e nos dias atuais, o Marechal de Ferro substituiu o santo carpinteiro José no nome da rua que chegava a São José dos Pinhais e na época já era uma rua em franco progresso. Hoje uma artéria com 38 km, de grande importância comercial e urbana (importante corredor de transporte público) que liga o centro da cidade aos bairros Rebouças, Parolin, Hauer e Boqueirão. Dizem que São José decidiu não discutir, pois já sabia que o vereador Lauro Esmanhoto, providenciaria um local mais ermo, bucólico e agradável no bairro do Cristo Rei."

6 comentários:

  1. A primeira foto é da casa de minha família! Lindo trabalho fotográfico.

    ResponderExcluir
  2. Não brinca!!! Há décadas passo por essa casa e sempre tive a maior curiosidade em saber de quem é essa casa e qual a sua história.
    Poderia me contar a história da casa? Sempre achei uma das mais bonitas edificações de Curitiba.

    ResponderExcluir
  3. É mesmo! Vou ver se consigo contato com o André.

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde, gostaria de saber quem foi que tirou essas fotos?

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde Janaína.
    As fotos são minhas mesmo.

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.