sábado, 9 de fevereiro de 2013

Bustos desconhecidos

No Memorial de Curitiba fotografei esses dois bustos. No que parece maior em primeiro plano não havia qualquer identificação. O menor foi feito por Zaco Paraná e intitula-se "Filósofo".
João Zaco Paraná (Brzeżany, 3 de julho de 1884 – Rio de Janeiro, 10 de julho de 1961), nascido Jan Żak, foi um escultor, desenhista, pintor e professor polonês, naturalizado brasileiro em 1923.

Veio com a família para o Brasil, em 1887. Até 1895, os Żak, família de lavradores, permanecem em Restinga Seca, no Paraná. Os engenheiros ferroviários François Gheur e Affonso Solheid, impressionados com os trabalhos de Zaco em madeira, propiciam sua ida para Curitiba, onde, entre 1895 e 1901, o menino será hóspede na residência de Gheur.
Aos 14 anos, recebe uma bolsa de estudos concedida por Santos Andrade, então presidente do Estado do Paraná. Freqüenta a Escola de Belas Artes e Indústrias do Paraná, de 1898 a 1901. Paralelamente, estuda no Seminário Menor Arquidiocesano São José. Nessa época passa a assinar João Zaco Paraná.
Entre 1901 e 1902, com apoio financeiro de amigos e protetores, matricula-se no curso livre da Escola Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro.
Em 1903, também com auxílio do Governo do Paraná, embarca para a Europa, para estudar na Academia Real de Belas Artes de Bruxelas (Académie royale des beaux-arts de Bruxelles), sob orientação do escultor Charles Van der Stappen.
Entre 1912 e 1922, vive em Paris. Na Escola de Belas Artes de Paris, especializa-se em escultura e pintura, sob a orientação de Jules Coutan. Entre 1914 e 1918 divide um apartamento com o escultor João Turin.
Em 1922, regressa ao Rio de Janeiro. Monta seu ateliê em casa. A partir de 1940, é nomeado professor da Escola Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro, permanecendo nessa função até se aposentar, em 1953.
É autor das escultura O Semeador, da Praça Eufrásio Correia, e Amor Materno, no Jardim Botânico.

6 comentários:

  1. Muito interessante conhecer a historia dessas peças, que muitas vezes passam desapercebidas no dia a dia, saber e perceber que são muito mais do que blocos de bronze ou pedra.
    Mas fiquei curioso sobre o outro busto também, definitivamente não parece ter sido feita pelo mesmo artista.

    Vou tomar a liberdade de compartilhar duas fotos que tenho destas mesmas esculturas (uma tirada de um angulo bem parecido com essa do post, apesar de bastante inferior em qualidade rsrs).
    http://www.flickr.com/photos/lserafim/4076095145/in/photostream/lightbox/
    http://www.flickr.com/photos/lserafim/4076094085/in/photostream/lightbox/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal as fotos. Acho bem interessante ver o ponto de vista de outras pessoas sobre um mesmo tema.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Dante Alighieri? Bacana! Será também de Zaco Paraná ou de outra pessoa. Obrigado.

      Excluir
  3. O da primeira foto com certeza é Dante Alighieri. O da segunda não conheci reconhecer. Um filósofo iluminista francês, talvez?

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.