quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Grupo de caminhadas observacionais - Mercês/Centro - Pessoas





Considero que o verdadeiro valor de uma cidade está nas pessoas que nela residem e logicamente, uma caminhada como a nossa é uma grande oportunidade para registrar algumas delas.
Como na Praça 29 de Março, onde dois camaradas deitados na grama ao lado do nosso grupo, dormiam enquanto as informações eram passadas. Ou o garoto na casa de madeira, que surgiu na janela para observar quem observava sua casa. Encontramos também o Seu Ângelo, barbeiro há 28 anos atendendo a dois clientes, inclusive o garoto que com cinco anos, já é cliente há quatro! E por fim, a moça que na Travessa dos Editores foi surpreendida por mim na sua janela.
Enfim. o que seria desses lugares sem essas pessoas? Certamente bem menos interessantes.

2 comentários:

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.