segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

O epitáfio de uma casa de madeira



Ontem o Croquis Urbanos topou registrar a casinha de madeira que mais gosto de Curitiba antes de seu colapso total. 

Aproveitando a companhia do grupo, alguns (eu inclusive) se aventuraram com todo cuidado ao redor da casa e também, parcialmente no seu interior. Foi possível perceber que certamente no seu auge, essa casa deve ter sido um lugar muito bom de se viver, com seu grande quintal, posição privilegiada no alto terreno e seu amplo espaço interior.

Assim como uma pessoa que vai envelhecendo, uma casa de madeira demanda atenção, manutenção e carinho para que continue a ser um lugar aconchegante e seguro. O que se percebe agora nessa casa é que ela foi abandonada para morrer. Tomara que tenha cumprido seu papel enquanto existiu e foi habitada como um lar.

11 comentários:

  1. Mario, já fotografei ela há 1 ano. Quem está comprando as casas dessa região após os inventários dos propietários é que está fazendo esse crime. Provavelmente, com o tempo sairá uma nova construção.....rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me parece infelizmente, inevitável que as casinhas de madeira tombem da nossa paisagem, uma vez que não são protegidas e não há política para remanejar para um parque os exemplares mais significativos (esse na minha opinião seria o caso), como aconteceu com a casa de Erbo Stenzel, a Casa da Estrela e onde está a sede do IPHAN. Washington

      Excluir
  2. Que pena, gente... É de cortar o coração a situação dessa casa! (E de outras, como o Washington costuma mostrar aqui)... Bacana, Washington, que o Croquis topou fazer o registro lá. Tuas fotos estão lindas também! Apesar do tema triste, elas carregam muita poesia! Parabéns! Especialmente aquela com parte do lambrequim no chão com uma inscrição de boas vindas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Simone. De fato é triste, mas me parece inevitável que as casinhas de madeira vão desaparecendo da paisagem uma vez que não são protegidas e as questões de manutenção e herança complicam a existência das casas.

      Excluir
  3. Bom dia Washington.
    As fotos ficaram lindas e realmente esta casa mesmo mal cuidada continua com um ar aconchegante e calmo. Em qual bairro de curitiba encontrou esta casa?

    ResponderExcluir
  4. Oi Carol. A casa ficava no Ahu, perto do Clube Urca.

    ResponderExcluir
  5. Não imaginei que estava tão destruída, Lamentável!

    ResponderExcluir
  6. Se o interesse do comprador é o terreno e a localização, então que doassem as casas para retirar do local! Por uma questão de necessidade e não ter condições financeiras para manter, foi isso que eu e meus irmãos fizemos com a casa do meu pai no litoral.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei que o atual proprietário tentou doar, mas a casa estava tão comida de cupim que pouco se aproveitaria da casa.

      Excluir
  7. A casa ainda esta la?da pra entrar no terreno para fazer algumas foto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kito. Pelo que soube já foi ao chão. Acredito que o terreno já esteja limpo.

      Excluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.