sábado, 24 de dezembro de 2016

Um sósia do Solar do Rosário no Juvevê


Há muito tempo percebo essa linda casa na Av. João Gualberto na altura do número 1558 e por um bom tempo ela estava sem ocupação e em estado crescente de degradação. Recentemente um grande obra de restauro foi executada e hoje ela está como nas fotos do post de hoje.

A casa lembra (para mim pelo menos) o Solar do Rosário, acrescida do charme de um elemento avarandado de entrada com um telhadinho com lambrequins.

No site do Solar do Rosário temos a seguinte descrição: "de arquitetura eclética porque, como em todas as casas senhoriais do fim do século XIX, havia uma mistura de estilos: colonial português, francês, alemão, acrescido de características neoclássicas como o frontão com suas volutas curvas, janelas e sacadas. Síntese de estilos que retrata o espírito da terra paranaense: acolhedora de todas as etnias, terra de todas as gentes." À exceção da sacada, talvez a descrição do Solar se aplique à essa casa.

3 comentários:

  1. Excelente o projeto de recuperação e muito bem vindo no sentido de preservar as preciosidades Curitibanas. A sacada foi agregada como infraestrutura de acesso de um restaurante Executivo que cheguei a frequentar. Era muito bom e pertencia a uma rede de Curitiba.

    ResponderExcluir
  2. Esse imóvel e outros, inclusive após a esquina com a Rocha Pombo, pertencem à família Iwersen, cujo representante mais notório foi o seu Arno Iwersen, que tinha uma rede de lojas de tintas, com o seu nome. Morou no imóvel ao lado do fotografado, que hoje é ocupado por uma loja de materiais elétricos ... O imóvel da foto, se não me engano, era dos pais dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal saber algo desse imóvel. Obrigado pelas informações.

      Excluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.