domingo, 18 de dezembro de 2016

Urban Sketchers e a Casa Renaux





Ontem acompanhei o Urban Sketchers Curitiba à um endereço no centro de Curitiba para desenhar um pequeno prédios rua Cândido de Leão ao lado do Ed. Eduardo VII e o Banco do Brasil, a poucos metro da Praça Tiradentes.
O prédio, cuja característica mais marcante são os 672 elementos vazados na sua fachada, é projeto de Rubens Meister (que projetou também o Teatro Guaíra e muito mais) da década de 1950 para a Casa Renaux, uma loja de roupas e tecidos.
Conforme comentário mais abaixo, "esta obra é resultado do primeiro contrato de projeto de arquitetura de Rubens Meister em Curitiba. Meister desenvolvia trabalhos profissionais em Santa Catarina quando, em Curitiba, foi procurado pela filha do empresário e proprietário da Fábrica de Tecidos Carlos Renaux, de Brusque/SC, para desenvolver este projeto. Segundo Marcelo Sutil e Salvador Gnoato, os honorários recebidos por este projeto possibilitaram financiar o casamento e a lua de mel de Rubens Meister e Heliante Pettersen".
A primeira foto o Fabio Batista compartilhou e é uma publicação de 1952.

5 comentários:

  1. Já nem me lembrava de onde era a Casa Renaux, como curitibano de 72 anos ... Umas das referências em texteis na cidade. Ligada à Fábrica de Tecidos Carlos Renaux, de Brusque/SC, que teve a falência decretada há uns anos atrás. Da mesma origem, o time de futebol Clube Atlético Carlos Renaux, também já inativo. Essa região lembra muita história: antes da construção da sede regional do Banco do Brasil, nos anos 1950, foi por um tempo, um terreno baldio, onde se instalaram alguns circos e aparatos assemelhados ... Mas recente (anos 1970), havia por ali, mais abaixo, na Cândido de Leão, o velho Banco de Crédito Real de Minas Gerais, desaparecido em fusões sucessivas. Muito tempo antes, mas na Dr. Muricy, havia o velho Teatro Guaíra, espaço em parte ocupado pela agência do banco Itaú (ex-Banestado) !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bacana saber dessas histórias Wposnik, muito anteriores à minha chegada à Curitiba em 1977. Obrigado por compartilhar.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Esta obra é resultado do primeiro contrato de projeto de arquitetura de Rubens Meister em Curitiba. Meister desenvolvia trabalhos profissionais em Santa Catarina quando, em Curitiba, foi procurado pela filha do empresário e proprietário da Fábrica de Tecidos Carlos Renaux, de Brusque/SC, para desenvolver este projeto. Segundo Marcelo Sutil e Salvador Gnoato, os honorários recebidos por este projeto possibilitaram financiar o casamento e a lua de mel de Rubens Meister e Heliante Pettersen.

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.