segunda-feira, 17 de abril de 2017

O Palacete do Batel








Como comentei ontem, tive uma rara e grata oportunidade de poder circundar o Palacete do Batel rapidamente e assim, registrar mais de perto detalhes e ângulos que da calçada não se consegue.

De qualquer ângulo e mais de perto, constatei que o palacete é lindo e felizmente, está (pelo menos por fora) impecável.

Não sei que uso hoje é dado ao palacete, mas espero um dia conhece-lo por dentro.

O Palacete do Batel, projeto de René Sandresky, foi edificado entre os anos de 1912 e 1914 pela construtora de Maurício Thá para servir de moradia para Hildephonso Rocha e sua família.

Transferida a propriedade, em 1922, para o banco Francês e italiano, como pagamento de uma dívida, foi no mesmo ano vendida a Benedito Bandeira Ribas. Quatro anos mais tarde foi adquirida por Hildebrando Cezar Souza de Araújo, comerciante, industrial e prestigioso chefe político do interior paranaense, passando após a sua morte a sua esposa, Leopoldina Conceição de Castro Araújo.

Edificação implantada no meio do terreno, é cercada por jardim formado por gramados e touceiras de arbustos geometricamente compostos. A arquitetura, inspirada em modelos franceses da época, demonstra um repertório eclético em que alguns elementos merecem destaque: a torre romântica no ângulo esquerdo, o corpo avançado à maneira das bay-windows, o desenho art nouveau da porta de entrada principal, as marquises de vidro sobre modilhões metálicos e a cobertura, de forte inclinação, entelhada com placas de fibrocimento à semelhança de ardósia, interrompida por uma mansarda disposta no eixo da entrada principal.

O Palacete foi tombado em 1975 pelo patrimônio histórico do estado e iniciada em 2009, passou por uma reforma que devolveu a sua glória.

4 comentários:

  1. Os detalhes q a gente n vê da calçada. Parabéns. E hj a quem pertence o palacete?

    ResponderExcluir
  2. Hoje é utilizado para eventos. Em especial casamentos, 15 anos e formaturas. Artigo muito bom, por sinal!

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.