terça-feira, 27 de novembro de 2018

No chão da São Francisco


Fiz essa foto colocando a câmera nos paralelepípedos da rua São Francisco, imaginando que sejam os mesmos que servem de pavimento há muitos anos.

A antiga Rua do Fogo faz parte do primeiro arruamento de Curitiba. Ela se desenvolveu próximo ao marco zero da cidade, que fica em frente à Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Luz, na Praça Tiradentes. Fazia ligação da Rua da Carioca – ou da Fonte – (atual Riachuelo) com o Alto de São Francisco, chegou a ligar três igrejas: a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas (1737), a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de São Benedito (1737) e a Igreja de São Francisco das Chagas (1808).

O nome Rua do Fogo tem duas versões de explicação, uma se deve à presença forte de senhoras que usavam as pensões nas proximidades para ganhar a vida fazendo programas e a outra se dá por causa da fornalha de um ferreiro.

O nome São Francisco vem de São Francisco de Assis. Foi uma rua comercial muito movimentada na segunda metade do século XIX e na primeira metade do século XX. Lá estavam a fábrica e loja de tecidos dos Hofmann, Funerária São Francisco, Hospital São Francisco, Casa de Ignácio de Paula França ( hoje Solar do Rosário) e outros. Fonte: Rede Teia

Um comentário:

  1. Tenho uma boa lembrança dessa rua, já foi sede do Departamento de Curitiba da Sociedade Brasileira de Eubiose.

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.