segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

2018 - um balanço




Esse ano de 2018 para mim ficará marcado como um ano de grandes mudanças, de belos acontecimentos, muitas oportunidades e a companhia de antigas e novas amizades.

A principal mudança/virada de página foi deixar (definitivamente ou não, só o tempo dirá) uma carreira bem sucedida como engenheiro de telecom de 28 anos. O início de uma caminhada muito prazeirosa em gastronomia que servirá de base para projetos futuros. A continuidade de uma carreira/paixão paralela como fotógrafo de quase 10 anos, tendo o blog Circulando por Curitiba como ponto focal. Duas exposições das minhas casinhas de madeira, especialmente no IPHAN, onde inaugurei o novo espaço expositivo e onde permanecerá até maio/19. O lançamento do meu livro Saudade do Ninho, o projeto mais pessoal que se transformou em livro e que levou poesia para muitas pessoas, com lindos retornos de várias pessoas, inclusive de um CMEI do Sítio Cercado, onde um grupinho apaixonante de crianças me levou para uma caminhadinha fotográfica. O convite para acompanhar um projeto que está desenhando/fotografando o centro histórico de Curitiba na companhia de bons amigos. A continuidade da participação nos grupos USK Curitiba e Croquis Urbanos, onde cada vez mais se solidificam amizades, enquanto circulamos por Curitiba. Um workshop com o grande fotógrafo Walter Firmo, com viagem fotográfica para Antonina. E principalmente, a presença de queridos amigos (novos e de sempre) e família, que dá sentido leveza à tudo.

Em 2018 fiz (até agora) perto de 7.500 imagens, resumidas nos três mosaicos que publico hoje.

Enfim, só posso agradecer à tudo e à todos por esse ano fantástico, esperando as novas aventuras que o novo ano trará.

Feliz 2019 para todos nós!

4 comentários:

  1. Sucesso nos novos projetos, amigo! Você merece.

    ResponderExcluir
  2. Olá Washington, boa tarde! Li o seu licro Saudade do Ninho. Maravilhoso!!! Parabéns. A Lívia Lakomi é amiga da minha família. Ela fez faculdade com meu filho Gustavo, que participou da banda Lívia e os Piá de Prédio. Ela frequentou minha casa na época que estudavam juntos. Qual o endereço da Casa Dalla Stella? E da casa da Leticia Teixeira? Grande abraço. Meu e-mail é valdir_francisco@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Valdir! Fico muitíssimo feliz em saber que gostou do livro. Conheci a Livia por causa da banda, que na forma de poesia e música, fazia mais ou menos o que tento fazer com imagens. Grande abraço.

      Excluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.