segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Todos os prédios da Praça Osório

































Cheguei em Curitiba em 1978 vindo do norte do Paraná com meus pais e minha irmã mais nova, depois do meu pai aposentar-se e para estudarmos. Fomos morar no nono andar do Edifício Asa, no apartamento 901 da ala Osório. Minhas outras irmãs já moravam nesse apartamento desde o início dos anos 1970, quando vieram para fazer faculdade, formaram-se ou casaram e deixaram o apartamento para nós. Morei na Praça Osório por onze felizes anos.

Todos os prédios da Osório e a praça em si passaram a fazer parte da minha vida, onde eu circulava todos os dias. Levei todos os meus sobrinhos para brincar no parquinho da Osório (quando ainda existia o escorregador em forma de um robô), da minha janela via as pessoas trabalharem nos prédios comerciais e assistia aos jogos de futebol, quando as folhas das frondosas árvores caiam no outono.

Pouco mudou na praça nesse tempo todos. Os prédios mais icônicos continuam lá: o Stuart, o Asa, o Comendador Vasconcelos, o Moreira Garcez, o Santa Júlia e o Provedor André de Barros. Alguns tiveram sua fachada modificada e poucos foram construídos.

Nesse último domingo, estive na Alameda Cabral acompanhando o pessoal do Croquis Urbanos, quando dei uma estivada para a Osório e me ocorreu de fazer algo que nunca tinha feito, fotografar numa mesma passada, TODOS os prédios que circundam a praça e o resultado, apresento aqui hoje.

A Osório será sempre o meu quintal, a minha praça favorita em Curitiba, o lugar onde da janela do nono andar, sonhei meus sonhos de adolescente e dei meus primeiros passos da vida adulta.

Um comentário:

  1. Precioso post. No me canso de mirar una y otra vez todos los edificios, grandes, pequeños, nuevos o viejos. Recuerdo algunos, pero claro, aquel en el que estaba "Rosegil, a casa das noivas", donde hoy pone Otello, es mi favorito.
    Un saludo, Takeuchi.

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.