terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Oratório de Bach




Onde hoje há um templo de projeto do arquiteto Leo Linzmayer que abriga na Avenida Silva Jardim, 4155 a Igreja Presbiteriana Silva Jardim no bairro Seminário, existiu um templo anterior em madeira, em estilo neogótico, projetado em 1933 pelo arquiteto Celso Vianna.

Ali havia um bosque de amoreiras, por isso a congregação inicialmente chamava-se “Congregação Capão das Amoras”, denominação que mudou em 1958 para 2ª Igreja Presbiteriana de Curitiba e em 1963 mudou em assembleia para Igreja Presbiteriana Silva Jardim.

Em 1997 a igreja de madeira foi doada à Prefeitura de Curitiba e transladada para o Bosque Alemão onde permanece até hoje como sala de concertos. Fonte: Site da IPSJ

Estranho que no site da prefeitura encontrei o seguinte texto: “Entre os equipamentos está o Oratório de Bach - réplica de uma igreja presbiteriana de estilo neogótico que existiu no bairro do Seminário”. Mas o arquiteto que trabalhou diretamente no translado da igreja e adaptação à sua nova função, me disse que não se trata de réplica, mas do templo original do Seminário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.