domingo, 31 de janeiro de 2010

Nas ondas do rádio


Quantas vezes terá sido o rádio condenado à extinção? A televisão o condenaria, a internet o condenaria, as novas mídias o condenaria. É certo que hoje já não ocupa uma posição de destaque na vida das pessoas e na decoração da sala, mas ainda é um veículo que existe e resiste ao tempo. Creio que sua principal audiência está entre os motoristas, como eu, que sintonizo a 91 Rock (a melhor rádio de Curitiba em minha modesta opinião) todas as manhãs e normalmente, todas as vezes que entro em meu carro.

Os belos modelos de rádio nessa foto, foram fotografados na feira de antiguidades do Batel Soho. São realmente objetos de decoração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.