segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Casas de Madeira de Curitiba 68


Estive no Bairro Prado Velho, mais especificamente na Rua Cyro Vellozo, onde uma amiga de faculdade morou e pelo que disse, foi muito feliz por muitos anos.
Não achei a casa dela (penso que era uma semi-oculta por um muro), mas me surpreendeu a quantidade de outras casas de madeira.
Essa achei muito interessante pelo conjunto: casa, muro, terreno, árvores.

6 comentários:

  1. É mais outra casa que desperta em mim a vontade de bater palmas e pedir ao morador para olhar o quintal e, se acontecer a concordância, fotografar as espécies de pertinho, Takeuchi. Adorei o conjunto que a casinha reúne, também.

    ResponderExcluir
  2. Oi professora. Muito bonito o conjunto de fato. A casa não parecia habitada, mas não tenho certeza.

    ResponderExcluir
  3. No Prado Velho encontramos muitas casas antigas e charmosas, mas infelizmente na maior parte estão sem conservação. O próprio bairro está abandonado e pouco valorizado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rosana. Realmente percebo isso em relação ao Prado Velho. Um pena.

      Excluir
  4. Morei por alguns anos na Rua Cyro Vellozo e lembro bem desta casa. Continua do mesmo jeito que era ali pelos anos 70 (morei entre 71 e 76). Se não estiver enganado, era a casa dos avós de um amigo(vizinho).Eles tinham um quintal imenso, com pomar e um bambuzal. Ali reinava todo dia a passarada, entre bandos de pardais, chopins, canários, pombinhas rolas, pombas convencionais além é claro, de muitos sabiás. A Rua Cyro Vellozo continua naquele trecho do mesmo jeito de outrora. Quando acontece de passar ali, me sinto como adentrasse por um portal rumo ao passado. Existe ali um tipo de energia diferente, um tanto saudosista, um tanto triste, um ouro tanto inexplicável... Mas como escritor e um pouco poeta, me sinto suspeito para dizer mais. Talvez ali, as recordações sejam mais do meu interior do que outra qualquer. Mas é um mundinho à parte!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pedro. Creio que vc não esta sozinho nessa nostalgia. Estive no local a pedido de uma amiga que morou por muitos anos nessa rua e gostaria de ver como estava.

      Excluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.