terça-feira, 11 de setembro de 2012

Curitiba em obras!


Quem circula pela cidade com frequência, certamente percebe que por todos os bairros há obras. Se você desvia de uma, dá de cara com outra!
Essa que mostro nas fotos é na Rua Fagundes Varela, nas três últimas quadras antes da Linha Verde. Há uns três meses (creio eu) essas três quadras foram praticamente interditadas simultaneamente, complicando muito o trânsito de quem mora no bairro e de quem circula nessa região por causa da Linha Verde e do Bairro Alto.
Uma vez finalizada, além do novo asfalto (que de fato estava muito ruim), as calçadas recobertas com paver, serão reduzidas para permitir que as quatro faixas sejam dedicadas exclusivamente ao tráfego de veículos.
Não conheço o projeto todo, mas se a reforma da Fagundes ficar restrita à essas 3 quadras, fará pouco sentido, pois os problemas dela começam na Av. Nossa Senhora da Luz. Por outro lado, se a velocidade do trabalho for o mesmo do trecho hoje interditado, podemos esperar quase um ano convivendo com o mesmo tipo de transtorno.
As fotos mostram a indignação de um empresário que num passado recente abriu uma panificadora no bairro e que foi fechado durante a obra da Fagundes. Pelo que se pode entender pela mensagem da faixa, ele atribui o fracasso do empreendimento à obra na rua, que uma vez interditada, praticamente impedia o tráfego e o estacionamento de veículos em frente ao seu negócio. Não sei se podemos atribuir unicamente à obra a culpa pelo encerramento das atividades da panificadora, mas fica o registro.
O prefeito veio várias vezes à televisão para dizer que esse acúmulo de obras por toda a cidade, deve-se à liberação simultânea dos recursos. Se de fato for essa a explicação, tudo bem, já que seria impensável desperdiçar a possibilidade de investir na cidade. Mas se o objetivo dessa confusão toda for o pleito que se aproxima, temos apenas que lamentar que esse tipo de pensamento político ainda norteia os atos dos nossos governantes.
Não sei se alguém da prefeitura prestigia esse modesto blog, mas se quiserem apresentar argumentos ou maiores explicações sobre essa e outras obras, terei o maior prazer em compartilhar as informações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.