sábado, 22 de setembro de 2012

Uma escultura para poucos


Somente uma caminhante atento como o prof. Mário, que organiza o grupo de caminhadas observacionais, poderia achar uma (imagina-se) escultura em metal encravada num bloco de cimento no início do Viaduto do Capanema, onde muita pouca gente passa caminhando e os que passam, certamente não o fazem com o objetivo de contemplar a paisagem. Os que passam (a maioria) de carro, têm mais a preocupação de evitar um acidente nesse complicadíssimo cruzamento.

4 comentários:

  1. Washington, do que se trata? É o plano estrutural de Curitiba? Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcelo. Ninguem do grupo sabia do que se trata essa escultura (vamos chamar assim). Ela realmente parece um mapa, mas olhando para ela e para um mapa de Curitiba, nao consegui encaixar.

      Excluir
  2. no dia do juizo final (que segundo os maias está chegando) um AUTOBOT levantara do viaduto... a pergunta é... para nos salvar ou para nos aniquilar de vez? afinal não é isso que os carros estão fazendo? nos matando aos poucos com acidentes, atropelamentos e poluição?

    JOPZ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salvar dos carros ele nao vai! Nao daria conta de tantos!

      Excluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.