quarta-feira, 1 de março de 2017

A ex-sinagoga está abandonada?



Quando fotografei a antiga sinagoga Francisco Frischmann, projeto de Romeu Paulo da Costa de 1959, na Praça Santos Dumont em 2010, creio que ela já encontrava-se desocupada, mas ainda estava em bom estado de conservação.

Semana passada incluí esse prédio no roteiro de uma caminhada que fiz com estudantes de arquitetura da Unibrasil pelo centro da cidade, passando por exemplares do movimento da arquitetura modernista em Curitiba. Somente no momento em que paramos ao lado do prédio na Cruz Machado foi que me dei conta do quanto ele está miseravelmente abandonado, sujo, pichado, cercado de um odor que lembra um banheiro público que nunca é limpo e as brises na lateral mal podem ser percebidas devido à grades imundas que as cobrem. Uma cena triste de se ver.

Do livro do Prof. Salvador Gnoato retirei o seguinte texto sobre esse prédio: "A comunidade israelita convidou Romeu da Costa para executar a sinagoga Francisco Frischmann, no mesmo local onde a antiga funcionava em caráter provisório. O terreno apesar de suas reduzidas dimensões, encontra-se em particular situação urbana: entre duas ruas, com uma terceira face voltada para uma pequena praça. A obra utiliza as linhas retas do funcionalismo “miesiano” e brises instalados na face leste voltada para a praça."

Não sei se a comunidade israelita ainda é a proprietária desse prédio, mas gostaria muito de descobrir que há algum tipo de projeto de restauro, ocupação e retorno da vida à esse prédio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.