segunda-feira, 13 de março de 2017

Dois exemplares do modernismo de Curitiba



Do alto do ônibus da Linha Turismo fotografei esses dois exemplares da arquitetura modernista de Curitiba, ambos fazendo parte do conjunto de obras referentes ao centenário da emancipação política do Paraná.

O primeiro é a Casa da Criança, projeto de Edmir d’Ávila, nascido no Rio de Janeiro, mas que muito pequeno veio para Curitiba, formado em Engenharia Civil pela UFPR em 1947.
A Casa da Criança é um projeto de 1951, uma construção horizontal modulada, do qual apenas dois dos três pavimentos foram executados. Outro projeto de destaque de sua autoria são as arquibancadas do Hipódromo do Jockey Club do Paraná no Taruã.

O segundo é o Palácio da Justiça, projeto de Sérgio Rodrigues, nascido no Rio de Janeiro em 1927. Fez parte da equipe coordenada por David Azambuja, que projetou vários prédios do Centro Cívico. O edifício de 1951, que inicialmente havia sido planejado para abrigar as Secretarias de Estado, foi executado parcialmente (12 dos 33 andares propostos). Projetado em lâmina com laterais cegas e brises na fachada principal, possui pilares aparentes no térreo, mezanino e primeiro andar.

Fonte: Arquitetura do Movimento Moderno de Curitiba - Salvador Gnoato - Travessa dos Editores

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.