sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

O que torna Curitiba única?


Se você que mora em Curitiba visse essa foto na internet perguntando se alguém saberia em que cidade ela foi feita, tenha certeza que você responderia que trata-se de uma foto feita em Curitiba numa das suas calçadas, possivelmente em algum lugar entre a Praça Osório e a Praça Santos Andrade.

A certeza não vem do simpático passarinho, mas pelo uso do calçamento de petit pave (que não é exclusividade da nossa cidade) formando um desenho de uma rosácea compostas de pinhões, um símbolo do paranismo que facilmente encontra-se por toda cidade de diversas formas.

Esse tipo de símbolo, a geografia, a arquitetura, a fauna e flora, juntamente com toda a história que os cercam, formam um conjunto que diferencia uma cidade das outras, cria vínculos afetivos com as pessoas que nessas cidades moram, que somadas as histórias de vidas de cada um, formam um patrimônio pessoal que não tem preço.

Entendo que a preservação do patrimônio histórico, natural e cultural de cada cidade é essencial e preservar não significa impedir que uma cidade se desenvolva, cresça, se modernize, isso tudo com inteligência podem conviver harmonicamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.