terça-feira, 22 de maio de 2018

Guaraúna















Essa belíssima casa que fica na Rua Deputado Nilson Ribas, no Seminário, hoje abriga uma loja de revestimentos chamada Guaraúna, administrada por Ester Isfer.

A casa foi construída em 1947 pelo Sr. Antonio Manoel Isfer (Marum). Pelo que li no site da Federação Espírita do Paraná, o Sr. Marum foi sócio de seu irmão Abibe Isfer de uma cerâmica ou olaria na região. Muitas das peças produzidas foram utilizadas na construção da casa.

O Sr. Abibe Isfer casou-se com Ana Elvira Moletta. Tiveram sete filhos, dentre eles Lício Isfer, pai de Ester.

Lício Isfer é proprietário de uma fazenda adquirida em 1966 no município de Palmeira, cujo nome é Fazenda Guarauna, onde nos últimos 30 anos vem desenvolvendo um consistente trabalho de melhoria genética, resultando no que hoje se chama a Moderna Raça Caracu ou Novo Caracu. A fazenda recebeu esse nome por ser margeada pelo Rio Guaraúna, que na língua Tupi-Guarani, quer dizer “garça escura”. Acredito que a loja de Curitiba recebeu o mesmo nome em alusão à fazenda.

Uma parte da história da casa me foi contada pelo Sr. Amador Nazaré, que com sua esposa Francelina, são hoje os caseiros da propriedade. Seu Amador há mais de 30 anos trabalha com a família Isfer, sendo trazido de Presidente Prudente pelo Sr. Lício. Ele, do alto dos seus 80 anos, ainda tem grande disposição para coletar os galhos que as belas araucárias espalham pela propriedade e para cuidar das árvores frutíferas como uma linda jaboticabeira (que esse ano não produziu), uma abacateiro que ele mesmo plantou há décadas, um pé de mimosa (que está carregado) e outras árvores.

Um comentário:

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.