domingo, 30 de setembro de 2018

Abandonado até quando?





Há pouco tempo foi publicada na página "Antigamente em Curitiba" uma foto do prédio que é uma UIP e que já sediou a EMBAP - Escola de Música e Belas Artes do Paraná, com um belo buraco no teto, o que obviamente implica em infiltrações/inundações internamente e assim, mais rapidamente o prédio que já está abandonado há 8 anos vai se degradando.

Muito papo e pouca ação vem acompanhando esse prédio na Emiliano Perneta, empurrando com a barriga sua reforma e sua reocupação. Lembrando que, diferente do Belvedere que é isolado numa praça, um acidente de mesmas proporções nesse prédio pode resultar em tragédia. Espero que o próximo governo resolva definitivamente esse problema e devolva à comunidade esse patrimônio de Curitiba.

Hoje (30/09/18) encontrei no site Bem Paraná uma notícia na qual os secretários de estado Décio Sperandio e João Luiz Fiani anunciaram no dia 27/09/18 reformas emergenciais no prédio após vistoria (lembrando novamente que o prédio está fechado há 8 anos). Essa ação emergencial prevê reparo no telhado e instalação de tapumes para que se evite invasões. Diz ainda a notícia que serão realizados estudos para restaurar de forma integral o prédio. Ao que parece, a intenção é a de devolver o prédio reformado para a EMBAP. Espero que não fique (mais uma vez) apenas no discurso.

O prédio é de 1930 e sediou desde 1951 até 2010 a Escola de Música e Belas Artes do Paraná, fundada em 1948. Propriedade do Governo do Estado, foi construído em alvenaria de tijolo, em dois pavimentos, com platibanda para esconder o telhado em quatro águas. Ao longo do tempo, recebeu anexos para atender às necessidades da escola, um tradicional celeiro de artistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.