sábado, 22 de setembro de 2018

As vitrines


Caminhando pelo centro, passamos pela galeria do antigo Cine Condor e numa das lojas fechadas fotografei essa pessoa, que certamente não estava ali em exposição, mas possivelmente apenas num momento de descanso, eternizado por um bisbilhoteiro.

Na galeria, cada clarão
É como um dia depois de outro dia
Abrindo um salão
Passas em exposição
Passas sem ver teu vigia
Catando a poesia
Que entornas no chão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.