terça-feira, 11 de outubro de 2011

Igreja da Santa Cândida


Não circulo muito pela região do Santa Cândida, mas creio que estava vindo de Colombo quando vi por cima de um muro pichado, a torre a Igreja da Santa Cândida. Achei bonita a iluminação e o contraste com o muro e fiz a foto. A Igreja Matriz de Santa Cândida, situada num dos pontos mais altos de Curitiba na rua Padre João Wislinski - 755, foi construída em 1936 em estilo neogótico.

O nome da padroeira deve-se à homenagem do então Presidente da Província Adolfo Lamenha Lins, que acreditava que o estabelecimento dos imigrantes em localidades próximas às estradas carroçáveis já existentes, como a Graciosa, garantiria o êxito do núcleo colonial agrícola, uma vez que este estaria ligado, através de uma estrada secundária (a ser construída pelos próprios colonos com os subsídios do governo), a uma estrada principal que possibilitaria a circulação de mercadorias (lenha e produtos da lavoura) para o abastecimento da cidade. Lamenha Lins mandou construir uma casa de madeira em cada lote, abrindo a possibilidade de cada família imigrante tornar-se proprietária de uma casa e um pedaço de terra. Isso atraiu a vinda de demais famílias, às vezes incentivadas, através de cartas, pelos próprios colonos já estabelecidos.

Um pouco sobre Santa Cândida. A vida cristã de Cândida iniciou quando ela foi convertida, segundo a tradição, pelo próprio apóstolo Pedro, de passagem por Nápoles. Naquela época, o apóstolo, com destino a Roma, atravessou Nápoles, onde a primeira pessoa que encontrou na estrada foi a pequena Cândida. Percebeu, imediatamente, que a pobre criança estava doente. Parou e perguntou-lhe se conhecia a palavra de Jesus Cristo. Diante da negativa e em seu ardor de levar a mensagem do Evangelho, Pedro falou-lhe da Boa-Nova, da fé e da religião dos cristãos; curou-a dos males que sofria e a converteu em Cristo. Eleita pelos fiéis como padroeira das famílias e dos doentes, ela recebe no dia 20 de setembro, as tradicionais homenagens litúrgicas confirmadas pela Igreja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.