quinta-feira, 3 de março de 2016

O jeito é trabalhar

O que mais se houve e se vê no Brasil é que a marola da crise virou um onda nada desprezível. Empregos formais já não abundam e quem perdeu seu posto, demora para conseguir recolocação.
O que podemos fazer? Para quem pode, trabalhar. Como faziam essas pessoas muito cedo na rua Riachuelo. O Barbeiro já com um cliente na cadeira e um entregador de verduras conferindo o pedido do dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.