quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Centro Cívico de Curitiba



O Centro Cívico de Curitiba foi projetado pelo arquiteto David Xavier de Azambuja, auxiliado por Sérgio Rodrigues, autor do Palácio da Justiça, Olavo Campos, idealizador do conjunto da Assembléia Legislativa e Flávio Amílcar Regis.

Nele concentram-se os edifícios que abrigam o poder Executivo, Legislativo e Judiciário, tais como o Palácio Iguaçu, a Assembléia Legislativa; o Edifício Humberto de Alencar Castelo Branco de autoria de Oscar Niemeyer, atualmente Museu Oscar Niemeyer e os dois blocos formados pelos Edifícios Caetano Munhoz da Rocha e Affonso Alves de Camargo de autoria de Luís Forte Netto, Orlando Bussarello e Dilva Cândida Slomp Bussarello, que abrigam algumas Secretarias do Estado e o Ministério Público (a partir de junho de 2003). Em frente ao Palácio Iguaçu encontra-se um palanque para atos cívicos.

Ainda no Centro Cívico funcionam o Tribunal de Contas, projetado por José Sanchotene e Roberto Luiz Gandolfi; o Tribunal do Júri; o Fórum de Curitiba e a Prefeitura Municipal de Curitiba, este último prédio de autoria de Rubens Meister, além da Praça Nossa Senhora da Salete, com 52.000 m² e paisagismo de Burle Marx.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.