quarta-feira, 2 de setembro de 2009

O Bondinho da Rua XV



O bondinho, um dos marcos da rua XV de Novembro, coração de Curitiba, foi instalado em outubro de 1973.

Desde então, já sediou um espaço de atividades de recreação e arte para crianças de três a dez anos, sob a responsabilidade da Fundação Cultural de Curitiba.

Em 2005, após um ano e meio fechado, o bondinho passou por algumas reformas. Em comemoração aos, então, 312 anos da capital, a reforma foi feita com a colaboração do HSBC e procurou manter as características essenciais do bondinho, com destaque para sua cor vermelha.

Desde novembro de 2008, as atividades culturais e de recreação no bondinho foram interrompidas. Antes disso, havia uma programação semanal, todos os sábados pela manhã, que incluía teatro infantil e aulas de pintura de rua. O bondinho constituía, também, um dos nove Pontos de Informação Turística mantidos pela Prefeitura Municipal. Por absoluta falta de espaço físico, de acordo com a assessoria de imprensa da Fundação Cultural, as aulas de pintura em papel foram transferidas para o Passeio Público.

Em sua imobilidade, por entre o vaivém dos passantes do movimentado calçadão da rua XV, o bondinho deixa saudades para muitos e desperta a curiosidade de quem não conhecia suas antigas funções.

Entre o final dos anos setenta e começo dos anos 90, por exemplo, o bondinho era conhecido como “estacionamento de crianças”: os pais que saíam às compras podiam deixar os filhos durante uma hora no espaço. Lá, os pequenos esperavam se divertindo com atividades recreativas e educativas — uma prática que acabou também se dissolvendo por causa do grande volume de crianças a serem atendidas; e a grande responsabilidade em cuidar de toda a criançada também acabou pesando na decisão de se encerrar o serviço, segundo a Fundação Cultural de Curitiba.

Por enquanto o Bondinho da Rua XV continuará sendo um dos monumentos da cidade. A fundação Cultural informa que não há previsão de quando as atividades serão retomadas e o bonde reaberto à população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.