quinta-feira, 21 de julho de 2011

Toca Raul!!


Num desses dias indo para o trabalho pela rápida do Portão, estava ouvindo o rádio e um grupo de apresentadores de uma rádio estava sendo entrevistado. Não sei como chegaram ao assunto, mas comentaram que existem três grupos de fãs no Brasil que se deve evitar entrar em conflito: fãs do Raul Seixas, Engenheiros do Hawaii e Los Hermanos, pois esses são fãs demais! Eles comentaram que o bordão “Toca Raul!” é ainda uma constante nos shows. Quase na mesma hora, fui ultrapassado pelo Jeep da foto de hoje e lá estava a imagem de Raul Seixas. Fui atrás do Jeep para uma foto e depois, de informações sobre o "Toca Raul!".
Achei uma coluna do G1 de 2009 (20 anos depois da morte de Raul Seixas) de Lígia Nogueira e Amauri Stamboroski Jr., que tenta desvendar o mistério do “Toca Raul!”. Segue parte do texto.
“Mal eu subo no palco, um mala, um maluco já grita de lá: toca Raul! / a vontade que me dá / é de mandar o cara tomar naquele lugar / mas aí eu paro, penso e reflito / como é poderoso esse Raulzito / puxa vida, esse cara é mesmo um mito”. Retratado na canção “Toca Raul”, lançada pelo maranhense Zeca Baleiro há dois anos, o famoso grito parece perseguir músicos de todos os gêneros até hoje, 20 anos depois da morte de Raul Seixas.
Será uma tradição do público brasileiro ou uma maldição deixada como herança do roqueiro baiano? Na tentativa de descobrir a resposta, o G1 falou com alguns especialistas na obra do Maluco Beleza.
“Raul Seixas morreu ignorado, sozinho. A gente brinca que essa foi a maldição que ele deixou”, diz Tico Santa Cruz. “É melhor perguntar se existe algum show em que ninguém grite. Quando começam a pedir, a gente toca as músicas dele”, conta o vocalista do Detonautas, que tem uma banda paralela batizada de Tico Santa Cruz e o Rebu, em homenagem ao álbum de Raulzito.
“Ninguém pode afirmar com segurança de onde veio esse ‘Toca Raul’, mas que virou uma mania nacional, isso virou”, comenta Sylvio Passos, presidente do Raul Rock Club e considerado uma autoridade no assunto. “De shows com estrelas internacionais, passando por rodinhas de violão, barzinhos, casas noturnas, salão de festas... Sempre tem alguém que grita. Acho natural músicos e artistas se irritarem com isso. Outros acham graça.
O pernambucano China diz que já ouviu esse grito mais de mil vezes. Não dá para se irritar com o ‘Toca Raul!’, senão tu vai ter de parar o show a cada cinco minutos. Acho que hoje já virou um bordão, nem é coisa de fã de Raul só, tem gente que faz pela galhofa, pela brincadeira.
“Acho que antes era uma coisa séria, e depois o conceito se transformou. Quem pede pra tocar Raul no meio de um show quer algo inusitado, quer quebrar o protocolo. Com certeza isso vai passar de geração em geração, porque até os mais novos gritam”, diz Tatá Aeroplano.

4 comentários:

  1. Legal o post, tai o link para a música TOCA RAUL

    http://youtu.be/_-QFowe174k

    E sipz, aki em casa moro com uma fã do ENGENHEIROS DO HAWAI e eles são realmente fanáticos.

    intepz,

    JOPZ

    ResponderExcluir
  2. Então esse é o famoso Jeep que muito pensam ser o meu! kkkkkkkkk
    Sou fã do Raul de carteirinha e tenho um jeep igual a esse e na capa do estepe tem um desenho bem similar, mas é colorido e escrito "Imprimatur - Raul Seixas"!

    ResponderExcluir
  3. Então temos um jeep clone circulando por aí? O que é imprimatur?

    Obrigado pela visita Marceleza.

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.